Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/55523

TitleO acesso ao ensino superior público de estudantes distinguidos no ensino secundário: (des)continuidades de percursos
Author(s)Borges, Germano José Conceição Pinto
Torres, Leonor Lima
KeywordsEscola pública
Excelência académica
Distinção
Acesso ao ensino superior
Issue date2018
PublisherAFIRSE Portugal
CitationBorges, Germano & Torres, Leonor L. (2018). O acesso ao ensino superior público de estudantes distinguidos no ensino secundário: (des)continuidades de percursos. In Pinhal, J., Cavaco, C., Cardona, M.J., Costa, F., Marques, J. & Faria, R. (Orgs.). A Escola: Dinâmicas e Atores. Atas do XXIV Colóquio da AFIRSE Portugal. Lisboa: AFIRSE Portugal e Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, pp. 202-212.
Abstract(s)O acesso ao ensino superior pode revelar-se uma etapa disruptiva para estudantes distinguidos por mérito escolar no ensino secundário face a percursos marcados pela linearidade institucional da excelência académica. A presente comunicação tem como objetivo identificar as eventuais (des)continuidades no acesso ao ensino superior por parte de estudantes que frequentaram cursos científico-humanísticos em 3 escolas públicas portuguesas e que de modo sucessivo ao longo do trajeto escolar no ensino secundário (10.º; 11.º e 12.º) foram premiados com o diploma de mérito ou referenciados no quadro de excelência em razão de uma classificação média interna de frequência igual ou superior a 18 valores. Esta pesquisa inscreve-se no âmbito de projeto de doutoramento e fará uso de uma parcela (n=340) da amostra que suporta a investigação. Os resultados derivam da consulta efetuada aos registos biográficos do universo de estudantes laureados em cada umas das escolas nos anos letivos de 2011/2012, 2012/2013 e 2013/2014, bem como da análise diacrónica às listas de ingresso. Os resultados evidenciam descontinuidades expressivas no acesso ao ensino superior com 32,9% dos estudantes distinguidos a não serem colocados na 1.ª opção da candidatura concernente ao ano de conclusão dos estudos no ensino secundário, após infrutíferas tentativas na 2.ª e 3.ª fase do concurso nacional. Está-se na presença de 112 estudantes três vezes “medalhados com o ouro” pelo mesmo sistema público de ensino que na fase de transição lhes consente uma de duas alternativas: manter a linearidade do percurso escolar com o acesso ao ensino superior por via de segundas opções ou quebrar a sequencialidade do trajeto e voltar a concorrer no ano seguinte. Com efeito, 51,8% ingressa no tempo institucional definido como de sucesso, mas fora do raio do par curso/estabelecimento pretendido. Enquadram-se neste perfil os candidatos aos cursos da área de tecnologias. Por seu turno, 48,2%, a maioria candidatos ao curso de Medicina, assume a interrupção da linearidade da trajetória escolar com vista à continuidade das suas escolhas preferenciais. O estudo torna evidente que aproximadamente 70% dos que procederam a nova candidatura frequentam atualmente o curso e a instituição correspondente à 1.ª opção.
TypeConference paper
DescriptionInvestigadores integrados no Centro de Investigação em Educação da Universidade do Minho (CIEd).
URIhttp://hdl.handle.net/1822/55523
ISBN978-989-8272-31-7
Publisher versionhttp://afirse.ie.ul.pt/coloquios/xxiv-coloquio-2017/atas-2017/
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CIEd - Textos em volumes de atas de encontros científicos nacionais e internacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Borges. G. & Torres, L. L. (2018).pdf11,68 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID