Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/53867

TitleA Fotografia como meio de propaganda e de manipulação de massas no Regime Nazi
Other titlesPhotography as a mean of propaganda and manipulation of the masses in the Nazi Regime
Author(s)Sampaio, Carolina Macedo
Advisor(s)Rabot, Jean-Martin
Simães, C.
KeywordsFotografia
Comunicação visual
Propaganda
Totalitarismo
Poder
Violência
Ideologia nazi
Photography
Visual communication
Totalitarianism
Power
Violence
Nazi ideology
Issue date2017
Abstract(s)Esta investigação terá como propósito debruçar-se sobre a imagem fotográfica e a importância do papel que desempenhou no mundo moderno ao serviço de um dos regimes totalitários mais cruéis da história da humanidade – o nazismo. Assim, o objeto de estudo será a fotografia como imagem mediática, que atinge facilmente as massas da sociedade e incentiva a sua atitude para uma tomada de posição ou atuação, de acordo com os intuitos dos solicitadores dessa imagem. Estas imagens mediáticas, uma vez introduzidas nos meios de comunicação (jornais, rádio, televisão, etc.), abrem novas portas para o mundo e mostram-nos uma realidade ilusória na qual uma dada classe dominante espera que acreditemos e nos identifiquemos com a sua mensagem e valores. Segundo os estudos de Charles W. Mills (1959) acerca da “imaginação sociológica”, a partir do século XIX assistiu-se a uma transformação da sociedade medieval e das “coletividades” numa sociedade na qual os seres humanos livres se tornam “homens de massa”, “sendo que cada um deles está confinado em meios desprovidos de poder”. A fase da História da Humanidade que melhor marca a viragem para esta “sociedade de massas” caracteriza-se pela emergência da “democracia totalitária”. Assim, será pertinente esta análise da fotografia como meio de manipulação de massas no período compreendido entre os anos 1933 e 1945, de maneira a formular uma visão acerca das estruturas de classe, estatutos e poder a uma escala nacional. Nesta linha, o estudo da fotografia como forma de propaganda e manipulação de massas será realizado no contexto da 2a Guerra Mundial, época em que a propaganda foi crucial para a difusão e expansão dos ideais nacionais-socialistas, servindo-se, em grande escala, de imagens bárbaras e chocantes que oprimiam e humilhavam diferentes etnias que se distanciavam dos “arianos”. Cerca de sete anos antes de Hitler chegar ao poder na Alemanha, em 1933, já traçava, no seu livro Mein Kampf (1926), uma estratégia bem delineada que daria a conhecer ao mundo os seus ideais políticos: “Propaganda tries to force a doctrine on the whole people... Propaganda works on the general public from the standpoint of an idea and makes them ripe for the victory of this idea." A propaganda terá sido uma das armas mais fortes e eficazes utilizada pelos nazis durante a 2a Grande Guerra, não só aliciando as massas a seu favor como, também, reforçando o seu poder perante o inimigo. Desta forma, as imagens propagandísticas utilizadas pelos nazis tinham o poder de “transformar uma comunidade de públicos numa massa manipulada e adormecida” (Mills, como referido em Campenhoudt, 2003, p. 280).
This investigation leans onto the photographic image and its importante role on the modern world, lending service to one of the cruelest totalitarian regime - the nazism. Therefore, the main subject will the photograaphy as media that easily reaches the masses and improves its positioning and acting according to the purpose of the image representatives. These mediatic images once introduced to the media (newspapers, radio, television, etc.) open new doors to the world and show us an ilusory reality in which a dominating group expect us to believe and relate with the message and the standards. According to Charles W. Mills’ studies about the “sociological imagination” (1959) in the XIX century there was the transformation of the medieval society and the “collectivities” into a society where the free Man becomes “the masses”, “which each one of them is confined to a life deprived of power”. There’s a period in the Human History that better marks this twist of “society of masses” caracterized by the emergency of a “totalitarian democracy”. So it is apropos the analysis of the photography as a way of manpulating masses between 1933 and 1945, to create a vision about classes, status and power in a national scale. The study of photography as a way of advertisement and manipulation of the masses will be conceived into the II World War context, a time when propaganda was crucial for the diffusion and expansion of the national socialists’ ideals, taking advantage, in a large scale, of the barbarian and shocking images that opressed and humilliate diferente ethnic groups who were unlike the “arians”. About seven years before Hitler came to power in Germany in 1933 he already traced in his book Mein Kampf (1926) a well planned strategy that would let the world know about his political ideals. “Propaganda tries to force a doctrine on the whole people... Propaganda works on the general public from the standpoint of an idea and makes them ripe for the victory of this idea." Propaganda must have been one of the strongest and most effective weapon used by the Nazis during the II World War, not only they enticed the masses to their favor but they increased the power against the enemy. With that being said, the advertised images used by the Nazis had the power to “transform a public community into manipulated and numb masses” (Mills, in Campenhoudt, 2003, p. 280).
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Comunicação, Arte e Cultura
URIhttp://hdl.handle.net/1822/53867
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
CECS - Dissertações de mestrado / Master dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carolina Macedo Sampaio.pdf7,33 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID