Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/53850

TitleE quando o estranho é o professor? estratégia identitária de docentes homossexuais no ambiente de trabalho
Other titlesAnd when the stranger is the teacher? identity strategy of homosexual teachers in the workplace
Author(s)Santana, Déborah Alves de
Advisor(s)Felizes, Joel
KeywordsGestão da identidade
Estigma
Identidade sexual
Docentes
Contexto escolar
Identity management
Stigma
Sexual identity
Teachers
School context
Issue date2017
Abstract(s)As discussões sobre a temática da sexualidade têm conquistado cada vez mais espaço nos campos social e político, nos meios de comunicação e na educação. Porém, no contexto escolar a sexualidade tem sido pouco discutida. Podemos dizer que a forma como a escola tem debatido as diferentes formas de manifestação da sexualidade, ou a afirmação das identidades de género, tem sido insuficiente. Desta maneira, a presente pesquisa procurou analisar a forma como os docentes homossexuais gerem a sua identidade nas interações que mantêm no seu ambiente de trabalho. Com isso, será considerado o ambiente escolar como mediador das relações entre os sujeitos, observando as inquietações relacionadas às dificuldades que alguns docentes apresentam no exercício da docência, em função de uma identidade sexual não normativa. A pesquisa adota uma metodologia de cariz eminentemente qualitativo, recorrendo nomeadamente a treze entrevistas junto de professores do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano de escolaridade) em Vitória da Conquista (Bahia, Brasil), porque considerou-se que traria vantagens no que tange ao aprofundamento sobre o tema em estudo. Enfim, este trabalho procura apontar caminhos que contribuam para a um melhor e mais detalhado conhecimento sobre o tema da homossexualidade.
Discussions on the topic of sexuality have become increasingly prominent in the social and political fields, in the media and in education. However, in the school context sexuality has received little attention. We can therefore say that the way the school has debated the different ways sexuality expresses itself, or the affirmation of gender identities, has been insufficient. This research tries to analyze how homosexual teachers manage their identity in the interactions they maintain in their work environment. Thus, the school environment will be considered as mediator of the relations between the subjects, observing the concerns related to the difficulties that some teachers have in their profession, due to a nonnormative sexual identity. The research adopts an eminently qualitative methodology, resorting in particular to thirteen interviews with middle school teachers (students from the age of about eleven to fifteen) in Vitória da Conquista (Bahia, Brazil), because it was considered that it would bring advantages in relation to the deepening on the subject under study. Finally, this work seeks to point out ways that contribute to a better and more detailed knowledge on the subject of homosexuality.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Sociologia (área de especialização em Desenvolvimento e Políticas Sociais)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/53850
AccessRestricted access (UMinho)
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
CICS-UMINHO - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Déborah Alves de Santana.pdf
  Restricted access
1,95 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID