Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/53658

TitlePubhD UMinho: já falou de ciência num bar?
Author(s)Ribeiro, Daniel
Oliveira, Clara Costa
Veloso, Pedro
Martins, Sara
Nobre, Alexandra
Nogueira, Paula R.
KeywordsCientistas
Públicos
Comunicação de ciência
Sociedade
Issue date2016
PublisherSciCom Pt (Rede de Comunicação de Ciência e Tecnologia de Portugal)
Abstract(s)Desde Janeiro, uma noite por mês, intercalando sessões no Bar Sé La Vie (Braga) e Convívio Bar Associativo (Guimarães), 3 doutorandos (de todos os campos científicos) disponibilizam-se para apresentar os seus projectos de investigação sujeitando-se às perguntas do público presente. É assim o PubhD (de pub + PhD), conceito que nasceu em Inglaterra (ideia original de Kash Farooq da Universidade de Nottingham) e está em expansão, incluindo Portugal, onde chegou em 2015 (Lisboa). O formato do evento, descontraído e informal, motivou o STOL - Science Through Our Lives, um grupo nascido no Centro de Biologia Molecular e Ambiental do Dep. de Biologia da Universidade do Minho vocacionado para a comunicação e divulgação de ciência, a levar o PubhD às cidades de Guimarães e Braga, onde funcionam os campi da UMinho. Em noite de PubhD os oradores são convidados a seguir o alinhamento estabelecido. Cada um dispõe de 10 minutos para expor o seu trabalho utilizando como únicos recursos de comunicação a linguagem verbal, um quadro branco e marcadores coloridos. Não há limites para a criatividade e, assim, é colocada à prova, a capacidade comunicativa do interveniente e a sua proficiência na transmissão de conhecimento científico para o público leigo. O PubhD UMinho conta com a presença do GeniUM, uma marioneta com rastas e bata branca bordada com o Galo de Barcelos, que representa um simpático cientista minhoto, acompanha a equipa organizadora e dá as boas vindas aos oradores. Criar uma oportunidade para os doutorandos exporem, publicamente, os seus projectos, promover a compreensão pública da ciência com proximidade e sem barreiras e reunir pessoas para discutir ciência e suscitar novas oportunidades de pesquisa, são alguns dos objectivos do PubhD. E aproveitando que estamos a celebrar o Ano Internacional das Leguminosas, a avaliação do evento pelo público é feita por votação com feijões. Há duas perguntas em jogo - “Aprendeu algo de novo nesta sessão?” e “Qual o tema mais interessante?” - e feijões de duas cores (para distinguir cientistas/investigadores de leigos) que são depositados em pequenas embalagens de plástico reutilizadas. Com esta técnica procura-se avaliar a utilidade e eficácia do formato PubhD e os temas que o público prefere. A linha de avaliação inclui ainda inquérito por questionário online pós evento dirigido aos oradores e análise feita ao impacto mediático que a iniciativa gera, considerando a cobertura nos media locais gerada por cada sessão
TypePoster
URIhttp://hdl.handle.net/1822/53658
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CEHUM - Comunicações
DBio - Comunicações/Communications in Congresses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VF Poster-PubhD-UMinho-Scicom.pdf748,69 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID