Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/53195

TítuloA construção do conhecimento histórico sobre o Manuelino a partir de fontes patrimoniais da cidade de Braga: um estudo com alunos do 5.º ano de escolaridade
Autor(es)Almeida, Érica
Solé, Maria Glória Parra Santos
Palavras-chaveEducação Patrimonial
Fontes Patrimoniais
Significância histórica
História local
Visita de estudo
Data2016
EditoraCentro de Investigação Transdisciplinar «Cultura, Espaço e Memória» (CITCEM)
CitaçãoAlmeida, E & Solé, G. (2016). A construção do conhecimento histórico sobre o Manuelino a partir de fontes patrimoniais da cidade de Braga: um estudo com alunos do 5.º ano de escolaridade. In Isabel Barca & Luís Alberto Alves. Educação Histórica: Perspetivas de investigação nacional e internacional (pp. 138-155). Porto: Universidade do Porto, CITCEM.
Resumo(s)O presente estudo foi desenvolvido em contexto de intervenção pedagógica supervisionada no âmbito do mestrado em Ensino do 1.º e 2.º Ciclo do Ensino Básico, pela Universidade do Minho, implementado numa turma do 2.º Ciclo do Ensino Básico do 5.ºano de escolaridade. A investigação que se apresenta debruçou-se sobre o estudo do património histórico de Braga, mais concretamente, em que medida a exploração sistemática e fundamentada do património local (em concreto de fontes patrimoniais do estilo Manuelino) poderá constituir uma estratégia pedagógica para a construção do conhecimento histórico no ensino básico. Neste sentido, formularam-se as seguintes questões de investigação: “Quais as potencialidades do estudo do património histórico como estratégia pedagógica para a construção do conhecimento histórico?”, “Que conhecimentos os alunos constroem a partir do estudo do património histórico local?” e “Que fontes os alunos consideram mais relevantes e valorizam no estudo da História Local?”. Esta estratégia foi desenvolvida e implementada segundo uma abordagem construtivista, operacionalizada no modelo de aula oficina. Em contexto de visita de estudo, os alunos exploraram fontes patrimoniais, nomeadamente, na Sé de Braga a pia batismal, a abóbada de Cruzaria e a cruz da primeira missa no Brasil, aquando da chegada de Pedro Álvares Cabral, e ainda a dois locais de interesse (Casa dos Coimbrã e o Museu Tesouro da Sé de Braga) relacionados com a temática em estudo (Portugal nos séculos XV/XVI e o estilo Manuelino). Tendo como pressupostos a relevância do contacto direto com fontes patrimoniais para o conhecimento, consciencialização e valorização do património local, para a concretização desta estratégia foram previamente construídos vários instrumentos (como fichas de trabalho e um guião de visita), suportes materiais áudios com informações pertinentes acerca dos vários locais a visitar e um jogo didático-pedagógico com vista à sistematização e consolidação dos conhecimentos dos alunos na fase final do estudo. A partir da recolha e análise dos dados foi possível averiguar as conceções que os alunos possuem acerca do património histórico de Braga, quais as inferências e deduções que os alunos realizam tendo por base a evidência em contato direto com fontes patrimoniais, assim como, averiguar os níveis de significância histórica que os alunos atribuem a alguns dos monumentos históricos visitados, como sendo mais relevantes no estudo da história local associado à temática em estudo (Manuelino).
TipoconferencePaper
URIhttp://hdl.handle.net/1822/53195
ISBN978-989-8351-60-9
Arbitragem científicayes
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:CIEd - Textos em volumes de atas de encontros científicos nacionais e internacionais


Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis