Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/52190

TitleO ensino de Biologia e suas articulações com questões de corpos, gêneros e sexualidades
Other titlesThe teaching of biology and its articulations with body, gender and sexuality questions
Author(s)Ribeiro, Paula Regina Costa
Magalhães, Joanalira Corpes
Silva, Elenita Pinheiro de Queiroz
Vilaça, Teresa
KeywordsCorpos
Gêneros
Sexualidades
Livro didático
Mídia
Bodies
Gender
Sexuality
Textbooks
Media
Issue dateJan-2016
PublisherUniversidad Pedagógica Nacional
JournalBio-grafía: Escritos Sobre la Biología y su Enseñanza
CitationRibeiro, P.R.C., Magalhães, J.C., Silva, E.P.Q., & Vilaça, T. (2016). O ensino de Biologia e suas articulações com as questões de corpos, gêneros e sexualidades. BioGrafia-Escritos Sobre la Biología y su Enseñanza, 9(16), 77-86.
Abstract(s)O artigo apresenta algumas potencialidades para promover debates sobre a inclusão das temáticas corpos, gêneros e sexualidades no currículo de Biologia, de modo a possibilitar a (re)leitura dos sentidos e significados em circulação acerca dessas temáticas. Essas releituras entendem essas temáticas como construções históricas e culturais que, ao correlacionarem comportamentos, linguagens, representações, crenças, identidades e posturas produzem os sujeitos. Neste artigo estabelecemos conexões com o campo teórico dos Estudos Culturais, nas suas vertentes pós-estruturalistas, e tomamos a mídia e os livros didáticos de Ciências Naturais e de Biologia do Brasil e de Portugal como produtos e produções, tecnologias e dispositivos, que carregam ensinamentos sobre os corpos, gêneros e sexualidades. Defendemos que tais materiais reafirmam ideais de normalidade e normalização dos corpos, das sexualidades e dos gêneros. As mídias e os livros didáticos podem possibilitar ao/à professor/a problematizar os modos como noções de corpos, gêneros e sexualidades circulam em nossa sociedade. Concluímos que o uso das mídias e dos livros didáticos em sala de aula podem favorecer as discussões acerca dessas temáticas para além de sua dimensão biológica, o que significa potencializar a apropriação dos corpos em permanente processo de construção, generificados e sexualizados.
The paper presents some potential to promote debates regarding the inclusion of the bodies, gender and sexualities themes in the Biology curriculum, in order to enable the (re)reading of the senses and meanings currently in circulation about these themes. These (re)readings understand these themes as historical and cultural constructs that, while they are correlating behaviours, languages, representations, beliefs, identities and attitudes are producing the individuals. In this article we establish connections with the theoretical field of cultural studies in its post-structuralist dimensions and, we took the media and textbooks of both Natural Science and Biology of Brazil and Portugal as products and productions, technologies and devices that carry knowledge about the bodies, genders and sexualities. We advocate that these materials reaffirm the ideals of normality and normalization of bodies, sexualities and genders. Both the media and textbooks can allow the teacher to problematize the ways in which notions of bodies, genders and sexualities are widespread in our society. We conclude that the use of both media and textbooks in the classroom can foster discussions on these themes beyond its biological dimension, which means enhancing the ownership of the bodies in a permanent process of construction, gendered and sexualized.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/52190
ISSN2027-1034
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CIEC - Artigos (Papers)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016-Ribeiro...Vilaca.pdf422,69 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID