Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/51211

TítuloCompromisso organizacional e satisfação laboral: um estudo exploratório em unidades de saúde familiar portuguesas
Outro(s) título(s)Organizational commitment and job satisfaction: an exploratory study in family health units in Portugal
Compromiso organizacional y satisfacción laboral: un estudio exploratorio en unidades de salud familiar portuguesas
Autor(es)Pereira, Isabel Maria de Freitas
Veloso, Ana
Silva, Isabel Maria Soares da
Costa, Patríco
Palavras-chaveProfissionais de saúde
Satisfação no emprego
Unidades de Saúde Familiar
Instituições de assistência ambulatorial
Health Personnel
Job Satisfaction
Ambulatory Care Facilities
Data2017
EditoraFundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)
RevistaCadernos de Saúde Pública
CitaçãoPereira, I., Veloso, A., Silva, I. S., & Costa, P. (2017). Compromisso organizacional e satisfação laboral: Um estudo exploratório em unidades de saúde familiar portuguesas. Cadernos de Saúde Pública, 33(4), e00153914. doi: 10.1590/0102-311X00153914
Resumo(s)Explorou-se a relação entre compromisso organizacional e satisfação laboral nos colaboradores de unidades de saúde familiar. Participaram seis unidades de saúde familiar do norte de Portugal e 105 profissionais (médico, enfermeiros e secretários clínicos). Utilizaram-se as adaptações portuguesas da Escala do Compromisso Organizacional de Meyer & Allen (1997) e do Questionário de Satisfação com o Trabalho (Spector, 1985). Os resultados sugerem associação positiva entre compromisso organizacional e satisfação laboral. Os profissionais estão moderadamente satisfeitos e comprometidos com as unidades de saúde familiar, sendo a natureza do trabalho, a relação com os colegas e a comunicação os aspectos mais satisfatórios, e as recompensas o mais insatisfatório. A componente afetiva do compromisso evidencia-se, salientando o envolvimento e a identificação dos profissionais com o projeto unidades de saúde familiar. O modelo de regressão linear revelou-se significativo, o compromisso organizacional explica 22,7% da variância da satisfação com o trabalho. Para esta amostra, o compromisso organizacional prediz a satisfação com o trabalho.
This study explored the relationship between organizational commitment and job satisfaction among workers in family health units. Six family health units in the North of Portugal participated, including 105 health professionals (physicians, nurses, and clinical secretaries). The study used the Portuguese adaptations of the Organizational Commitment Scale by Meyer & Allen (1997) and the Job Satisfaction Survey (Spector, 1985). The results suggest a positive association between organizational commitment and job satisfaction. The professionals are moderately satisfied and committed to the family health units; the most satisfactory aspects are the nature of the work, relationship to coworkers, and communication, while pay is the most unsatisfactory. The affective component of the commitment appears, highlighting the professionals' involvement in (and identification with) the family health units project. The linear regression model proved significant, and organizational commitment explains 22.7% of the variance in job satisfaction. For this sample, organizational commitment predicts job satisfaction.
Tipoarticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/51211
DOI10.1590/0102-311X00153914
ISSN0102-311X
Arbitragem científicayes
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:CIPsi - Artigos (Papers)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Pereira et al, 2017_Compromisso organizacional e satisfação laboral.pdf212,25 kBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis