Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/50815

TítuloAcessibilidade do ambiente virtual de aprendizagem da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia para estudantes com deficiência
Outro(s) título(s)Accessibility virtual learning environment of the Federal University of Bahia Reconcavo for students with disabilities
Autor(es)Matos, Aline Pereira da Silva
Orientador(es)Gomes, Maria João
Pimentel, Susana Couto
Data17-Nov-2017
Resumo(s)As tecnologias de comunicação e informação estão presentes na rotina da sociedade devido ao seu uso para comunicação, interação, troca de informações, construção de conhecimento. Através de recursos tecnológicos como telefones, computadores, televisores e outros dispositivos e tecnologias as pessoas estão constantemente conectadas, acessam e socializam informações. Diversos são os recursos tecnológicos utilizados no processo de difusão e socialização do conhecimento. Na presente investigação destacamos o uso do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) da Universidade do Recôncavo da Bahia no processo de ensino e aprendizagem no ensino superior, e consequentemente na ampliação de acesso ao conhecimento nesse nível de ensino. A utilização de ferramentas virtuais, como o AVA, tem ampliado o acesso a ambientes online. Tal recurso possui potencialidades que favorece o suporte a diferentes abordagens pedagógicas, ampliando as possibilidades de desenvolvimento e promoção de aprendizagens. No entanto, para um aproveitamento adequado do referido recurso tecnológico, é exigido dos participantes um envolvimento com seu próprio aprendizado. Para isso, o usuário precisa ser autônomo e ter interesse na busca pelo conhecimento. O AVA se configura como um recurso tecnológico em constante crescimento, devido à sua utilização em contextos de educação a distância, e também em espaços de ensino presencial. Diante de tal expansão, tais ambientes não podem ser mais um espaço de exclusão social e educacional, de maneira que necessitam estar em consonância com as normativas de acessibilidade a fim de serem utilizados por todas as pessoas. Considerando a relevância do AVA no acesso ao processo de ensino e aprendizagem reconhecemos a importância de que esses ambientes online sejam acessíveis, para que todas as pessoas possam alcançar e aproveitar os benefícios proporcionados por estes recursos. A fim de favorecer à pessoa com deficiência o acesso com êxito os Ambientes Virtuais de Aprendizagem, realizamos esta investigação, a qual teve como objetivo principal “contribuir para a melhoria das condições de usufruto do AVA da UFRB por parte dos seus estudantes com deficiência”. Para o alcance de tal objetivo, definimos a seguinte questão de investigação: De que modo a utilização de um ambiente virtual de aprendizagem na UFRB constitui um contributo ou um obstáculo para a inclusão dos estudantes com deficiência visual, auditiva e múltipla no desenvolvimento de suas atividades acadêmicas? Como metodologia adotamos o estudo de caso, realizado na UFRB, que teve como participantes os estudantes da instituição que possuíam deficiência visual, deficiência auditiva ou deficiência múltipla, os seus professores que eram utilizadores do AVA para o desenvolvimento das atividades acadêmicas, assim como o gestor do AVA da UFRB, devido à importância da sua função para a garantia da acessibilidade no ambiente virtual da instituição. A estruturação do estudo foi realizada levando em consideração dois componentes, um referente à revisão de literatura e outro à pesquisa de campo. Enquanto procedimentos para coleta de dados utilizamos: (i). Análise dos documentos institucionais que tratam de acessibilidade; (ii). Aplicação de entrevistas semi-estruturadas junto aos participantes da pesquisa; (iii). Análise do AVA da UFRB tendo em vista a identificação das suas características em termos de acessibilidade. Após tratamento dos dados coletados, procedemos à triangulação, análise e interpretação dos mesmos. Tal análise nos possibilitou identificar que o AVA se configura como um contributo para o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes com deficiência, pois possibilita a interação e troca de conhecimentos com os demais usuários. No entanto, tal recurso tecnológico precisa estar em formato acessível para garantir maior autonomia aos usuários e pleno acesso a todos os recursos e arquivos disponibilizados no ambiente. A análise dos dados nos permitiu identificar ainda que o AVA da UFRB tem sido subutilizado pelos professores, devido à falta de conhecimento e habilidade em usar todas as funcionalidades que nele existe. Consideramos então a necessidade da realização de adequações no AVA da instituição investigada a fim de aumentar o seu grau de acessibilidade, assim como ampliar a formação dos profissionais que utilizam tal recurso, tanto em relação as suas funcionalidades, como questões referentes a acessibilidade, para que sejam garantidas condições de igualdade a todos os usuários do mesmo.
Communication and information technologies are present in the routine of society, due to their usage in communication, interaction, exchanging information, building knowledge. Through technological resources, such as telephones, computers and television people are constantly connecting, accessing and socializing information. There are several technological resources used in the process of knowledge diffusion and socialization. in the present research, we highlight the usage of the Virtual Learning Environment (VLE) in the teaching and learning process in higher education and consequently in the accessing expansion to knowledge at this level of education. The usage of virtual tools, such as VLE, has expanded access to online environments. This resource has potential power which supports different pedagogical approaches, expanding the possibilities of development and promoting the learning process. However, for an adequate usage of this technological resource, participants are required to be involved with their own learning. The users must be autonomous and have some interest in the search for knowledge. VLE is configured as a technological resource in constant growth, due to its usage in contexts of distant education and also at face-to-face teaching spaces. Faced with that expansion, such environments can no longer be a space of social and educational exclusion. They need to be in line with accessibility regulations in order to be used by all people. Considering the relevance of VLE in accessing the teaching and learning process, we recognize the importance of making these online environments accessible so that, all people can enjoy the benefits of those resources. in order to facilitate the access to the environmental virtual learning for the disabled ones, we propose to carry out this research, which main objective is to contribute to the improvement of the conditions of usufruct of the UFRB VLE by its students with deficiency. To reach that goal, we defined the following research question: in what way is the usage of environmental virtual learning at UFRB a contribution or an obstacle to the inclusion of students with visual, hearing and multiple disabilities in the development at their academic activities? As methodology, we adopted the studying case, conducted at UFRB, which had as participants the students of the institution who had visual impairment, hearing impairment or multiple disabilities. We also involved their teachers who were VLE users for the development of academic activities, as well as the manager of VLE of UFRB, due to the importance of their function to warrantee accessibility in the institution's virtual environment. The structure of the study was carried out considering two components. Part I, referring to literature review and the other part II, to the research field. As a procedure for a data collection, we used analysis of constitutional documents dealing with accessibility; Application of semistructured interviews with the research participants; The analysis of VLE of UFRB in order to identify its characteristics in terms of accessibility. After processing the collected data, we proceeded to the triangulation, analysis and interpretation of the data. That analysis concludes that VLE is a contribution to the teaching and learning process of students with disabilities, since it allows the interaction and knowledge exchanging with other users. However, such a technological resource must be in accessible format to guarantee greater autonomy to users and full access to all resources and archives made available in the environment. We then consider the need to carry out adjustments in the VLE of the investigated institution in order to increase its accessibility, as well as to increase the development of professionals who use that resource, both in relation to their functionalities, as well as accessibility issues, in order to make sure that inconditional quality is guaranteed to all users of it.
TipomasterThesis
DescriçãoTese de Doutoramento em Ciências da Educação (especialidade em Tecnologia Educativa)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/50815
AcessoembargoedAccess (2 Years)
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Aline Pereira da Silva Matos.pdf9,7 MBAdobe PDFVer/Abrir  Solicitar cópia ao autor!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis