Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/49890

TítuloPreparados para trabalhar? Um estudo com diplomados do ensino superior e empregadores
Autor(es)Marques, Ana Paula
Vieira, Dina Aguiar
Data2014
CitaçãoMarques, Ana P. P; Vieira, D. A. 2014. Preparados para trabalhar? Um Estudo sobre os Diplomados do Ensino Superior e Empregadores. ed. 1, ISBN: 978-972-8976-02-6. Lisboa: Fórum Estudante.
Resumo(s)Da conjugação dos resultados qualitativos e quantitativos obtidos neste estudo podemos afirmar que, genericamente, a preparação dos diplomados para o trabalho é positiva, tanto na perspetiva dos próprios diplomados como na opinião dos empregadores. Porém, há um espaço amplo para a melhoria da preparação dos diplomados que poderá passar, nomeadamente: a) pela intensificação, por parte das IES, da utilização de práticas pedagógicas potenciadoras do desenvolvimento das competências transversais e profissionais identificadas neste estudo; b) pelo envolvimento do estudante em atividades extracurriculares; c) pela maior articulação entre o meio académico e o meio profissional, potenciadora de oportunidades que “levem o meio académico” para ambientes “profissionais” (por exemplo, através dos estágios curriculares em empresas) e que fomentem a movimentação também no sentido inverso - isto é, do meio “profissional” para o “académico” - (por exemplo, integrando profissionais nos processos de reestruturação curricular). Finalmente, uma palavra referente à importância que o macro contexto económico e político possui na criação de oportunidades de emprego que integrem os diplomados do ensino superior. Sem menosprezar a necessidade de aprendizagem ao longo da vida nem o potencial de melhoria no desenvolvimento de competências transversais e profissionais, em termos gerais este estudo indicou que os diplomados estão “preparados para trabalhar” e que os empregadores o reconhecem.
The combination of both the qualitative and quantitative results of this study, one can say that, generically, the preparation of graduates for the labour market is a positive one, according to both the employers’ and graduates’ perspective. However, there is ample room for improving the preparation of graduates, which may include, namely: a) the intensification of the use made by HEI of pedagogical practices that may foster the transversal and professional skills identified in this study; b) the increment of student’s involvement in extra-curricular activities; c) a better articulation between the academic and the professional “worlds”, which should foster opportunities that “take the academic world” to “professional” environments (for example, by means of curricular internships in companies) and which may encourage the reverse movement – i.e. from the “professional” world to that of “academics” - (for example, by means of integrating professionals in curricular restructuring processes). Finally, a reference to the important role that the macroeconomic and the political contexts play in the creation of job opportunities that assimilate higher education graduates. With no intention of underestimate the need for lifelong learning neither the potential for improvement in the development of transversal and professional skills, in general terms this study has shown that graduates are “prepared to work” and that employers acknowledge it.
Tipobook
URIhttp://hdl.handle.net/1822/49890
ISSN978-972-8976-02-6
Versão da editorahttp://preparadosparatrabalhar.forum.pt/
Arbitragem científicayes
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:CICS-UMINHO - Livros/Books

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
(2014)Preparados para Trabalhar.pdf3,69 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis