Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/49506

TitleFormas da urbanização de baixa densidade entre Braga e Barcelos: uma proposta de leitura a partir da matriz histórica e geográfica do território
Author(s)Juan, Marta Labastida
Brito, Sandra
Oliveira, Marta
KeywordsMorfologia urbana
Baixa densidade
Território
Forma
Permanência
Territory
Form
Permanence
Issue dateJul-2015
CitationPNUM - Rede Lusófona de Morfologia Urbana (Portuguese-language Network of Urban Morphology)
Abstract(s)O processo de acumulação entre formas de urbanização recentes e dispersão antiga no território da urbanização de baixa densidade entre Braga e Barcelos motiva-nos uma reflexão sobre as potencialidades de uma leitura atenta à conformação do suporte no tempo longo. Começamos com a contextualização do problema e com os fundamentos que justificam o campo argumentativo. Definimos uma estratégia metodológica que parte da delimitação geográfica do objecto de estudo, para estabelecer as coordenadas de observação entre os assentamento proto-históricos e o período medieval, na perspectiva de selecionar processos e materiais que nos informam sobre a pertinência da matriz cognitiva. Na segunda parte tratamos questões que interessam à problematização da forma urbana relacionadas com os factores sistémicos de ocupação do território e com a possibilidade de trabalhar a partir dos valores formais do suporte geográfico. Refletimos sobre um entendimento de base morfológica vinculado à hipótese de estruturar campos de relações a partir dos processos de sedimentação das formas, segundo um processo onde a continuidade se passa a estabelecer por relações de significado.
From the process that combines recent urban forms and old fragments in the territory of low density urbanisation between Braga and Barcelos drives a reflection about the potential of a reading that is attentive to the construction of the territory over time. We start with contextualising the problem and the foundations that justify the argumentative field. We define a methodological strategy that starts with the geographical delimitation of the object of this study, in order to establish the boundaries of this analysis: the proto-historic settlements and the medieval period. From here we select processes and materials that inform the pertinence of the subject-matter. In the second part we raise questions that concern the problematisation of the urban form as they relate to systemic factors of occupation of the territory, and to the possibility of working from the formal values of the geographical support. We ponder the understanding of this morphological basis associated to the hypothesis of structuring relationship fields through the processes of shape sedimentation, following a process where continuity is established by meaning.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/49506
Publisher versionhttp://pnum.fe.up.pt/pt/index.php/conferencias
Peer-Reviewedno
AccessOpen access
Appears in Collections:EA - Artigos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PNUM 2015_5_Sandra Brito_Marta Labastida_Marta Oliveira..pdf1,08 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID