Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/48222

TitleElementary school students' attitudes towards cerebral palsy: school-based video training to increase knowledge and decrease stigma
Other titlesAtitudes dos alunos do ensino básico acerca da paralisia cerebral: uma intervenção escolar através de um vídeo para aumentar o conhecimento e diminuir o estigma
Author(s)Afonso, Andreia Filipa Moço
Advisor(s)Rosário, Pedro
Magalhães, Paula
KeywordsCerebral palsy
School inclusion
Short-intervention
Elementary school
Paralisia cerebral
Inclusão escolar
Curta-intervenção
Ensino básico
Issue date2017
Abstract(s)Currently, the majority of children with disabilities attend mainstream schools. Thus, it seems important to develop interventions with children without impairments to raise their awareness about the importance of including children with disabilities, such as children with Cerebral Palsy. This investigation aims to assess the efficacy of a short-training on Cerebral Palsy to increase knowledge and decrease stigma towards individuals with this condition in mainstream elementary school students. Thirty-five classes of the 4th and 5th grades were recruited, making a total of 638 students. The pre-test took place one week before the videobased intervention and the post-test immediately after the visualization of the video. This video was designed to transmit declarative knowledge about Cerebral Palsy and some suggestions on how to interact with children with this condition. The results show that social distance scores towards people with Cerebral Palsy decreased and attitudes become more positive. The results also showed that children who know people with Cerebral Palsy had lower levels of social distance compared with children who do not know people with Cerebral Palsy. These results indicate that interventions of this type are effective and a useful tool to help integrate children with disabilities into mainstream schools.
Atualmente, a maioria das crianças com deficiência frequentam escolas regulares. Desta forma, parece importante desenvolver intervenções junto de crianças sem deficiência para aumentar a conscientização sobre a inclusão de crianças com deficiência, como crianças com Paralisia Cerebral. A presente investigação tem como objetivo avaliar a eficácia de uma intervenção de curta duração para aumentar o conhecimento e diminuir o estigma em relação a indivíduos com Paralisia Cerebral, em estudantes do ensino básico regular. Foram recrutadas 35 turmas dos 4.º e 5.º anos, perfazendo um total de 638 alunos. Os momentos de avaliação decorreram uma semana antes da visualização de um vídeo e imediatamente após a visualização do mesmo, que pretendia transmitir conhecimento declarativo sobre a Paralisia Cerebral e formas de interagir com crianças com esta problemática. Os resultados indicaram que os valores da distância social em relação à Paralisia Cerebral diminuíram e as atitudes tornaram-se mais positivas. Os resultados indicaram também que crianças que conheciam pessoas com Paralisia Cerebral apresentam níveis de distância social mais baixos do que crianças que não conhecem pessoas com esta condição. Estes resultados indicam que intervenções deste tipo são eficazes e constituem uma ótima ferramenta para ajudar na integração de crianças com deficiências nas escolas.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Psicologia Aplicada
URIhttp://hdl.handle.net/1822/48222
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Andreia Filipa Moço Afonso.pdf3,13 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID