Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/4806

TitlePromoção da ecoliteracia : virtualidades e limitações em textos para a infância
Author(s)Ramos, Rui Lima
KeywordsLinguística
Análise do discurso
Ecoliteracia
Agente
Linguistics
Discourse analysis
Ecoliteracy
Agent
Issue date2006
PublisherUniversidade do Minho. Instituto de Estudos da Criança (IEC)
CitationAZEVEDO, F., ed. lit. – “Centro e margens na literatura para crianças e jovens : actas do Congresso Internacional “Criança, Língua, Imaginário e Texto Literário”, 2, Braga, 2006”. Braga : Instituto de Estudos da Criança da Universidade do Minho, 2006. ISBN 972-8952-02-3.
Abstract(s)O presente texto pretende desenvolver uma breve reflexão e apontar alguns exemplos objectivos da concretização de estratégias discursivas / textuais promotoras (ou não) do que vem sendo definido como “ecoliteracia” (Capra, 2002), ou o ensino do pensamento ecológico a crianças e adultos, em textos destinados a crianças. Assume como conceito-base o “construtivismo linguístico” (Halliday, 2001 (1990)), ou a concepção da língua como sistema modelizante primário (Fonseca, 1992 (1987)), para identificar e explicar a operacionalização das referidas estratégias. Uma das linhas de desenvolvimento discursivo / textual a apontar sucintamente nos materiais seleccionados será a que dá corpo à problemática da conceptualização dos fenómenos do real como processos ou como estados, com as implicações que tal visão activa. Outra abordará condensadamente a problemática da agência, nomeadamente nas implicações que envolvem a construção discursiva de estados de coisas tendencialmente antropocêntricos ou tendencialmente ecocêntricos.
This paper will present a short reflection focusing on the implementation of discursive / textual strategies which promote what has been defined as “ecoliteracy” (Capra, 2002), or the teaching of ecological thought to children and adults, trough texts designed for children. The basic concept is “linguistic constructivism” (Halliday, 2001 (1990)), or what Fonseca (1992 (1987)) calls language as a primary modelling system, in order to identify and explain how these strategies operate. There will be a brief discussion on the discursive / textual development of the selected materials. This will include real phenomena as processes or states with the implications these bring. Consideration will also be given to agency, namely the implications involved in the construction of discourse about the state of things which are either anthropocentric or ecocentric.
TypeConference paper
URIhttp://hdl.handle.net/1822/4806
ISBN972-8952-02-3
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:DCILM - Comunicações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CLT2006 - texto.pdfpaper em livro de actas de encontro científico68,64 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID