Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/46719

TitleO comportamento de portefólios de fundos de investimento em diferentes períodos macroeconómicos
Author(s)Alves, Susana Cantante Ferreira
Advisor(s)Costa, Carlos Alberto Arriaga Taboleiros
Issue date13-Oct-2017
Abstract(s)O presente estudo tem como objetivo principal a análise do comportamento de portefólios de fundos de investimento em períodos de recessão e de expansão económica. O período em análise situa-se entre 1 de janeiro de 2001 e 30 de junho de 2016, com periodicidade diária. A amostra é composta por 7 portefólios que agregam diversos fundos de investimento agrupados por categorias, são elas: fundos de investimento de ações europeias, fundos de investimento de ações norte americanas, fundos de investimento de ações globais, fundos de investimento de obrigações europeias, fundos de investimento de obrigações norte americanas, fundos de investimento de obrigações globais e fundos de investimento mistos. A metodologia baseou-se numa adaptação do modelo de 5 fatores de Fama e French (2015), através da inclusão de 3 variáveis ao modelo já existente, o risco, a idade e o índice de Treynor de cada portefólio. Posteriormente foi incluída uma variável dummy que assume o valor 1 para períodos de expansão económica e o valor 0 para períodos de recessão. Através do teste Chow (1960) e do teste às variáveis dummy constatou-se que de facto as performances dos portefólios em análise são diferentes para períodos de recessão e para períodos de expansão económica. Verificou-se que os portefólios de fundos de investimento de obrigações registam valorizações tanto em períodos de recessão como em períodos de expansão e que os portefólios de fundos de investimento de ações e de fundos de investimento mistos registam, no geral, desvalorizações no valor da unidade de participação em períodos de recessão e valorizações em períodos de expansão. A variável risco não apresentou resultados iguais aos esperados, o que significa que um aumento do nível de risco não traduz necessariamente um aumento da performance dos fundos de investimento. A variável idade, pelo contrário, apresentou o comportamento esperado em quase todos os portefólios. Ou seja, portefólios mais maduros podem apresentar uma melhor performance. O índice de Treynor afirma uma melhor gestão dos portefólios de ações e do portefólio misto do que dos portefólios de obrigações. Os resultados obtidos apenas poderão ser aplicados aos portefólios em análise não podendo ser generalizados.
The main objective of this study is the analysis of the behavior of portfolios of investment funds in periods of economical recession and expansion. The period chosen for this analysis was between 1st January 2001 and 30th June 2016 with daily periodicity. The sample is composed by 7 portfolios that gather a variety of investment funds grouped into these categories: investment funds of European stocks, investment funds of North American stocks, investment funds of global stocks, investment funds of European obligations, investment funds of North American obligations, investment funds of global obligations and mixed investment funds. The methodology used is based on an adaptation of the model of 5 factors of Fama and French (2015), through the inclusion of 3 variables to the existent model: risk, age and the Treynor índex of each portfolio. Then, it was also included a dummy variable that assumes the value 1 for periods of economical recession and 0 for periods of economical expansion. Using both the Chow’s test (1960) and the dummy variables test, it was verified that the performances of the portfolios are indeed different, when it comes to economical recession and to economical expansion. On one hand, we were able to conclude that investment funds of obligations increase their value, whether in recession or expansion periods; on the other hand, we managed to conclude that stocks and mixed investment funds value, in general, both the decrease, when it comes to a recession period, and increase, regarding an expansion period. The risk variable did not present the results as it was expected, which means that an increase in risk does not necessarily mean an enhanced performance of investment funds. On the contrary, the age variable presented the expected results in all portfolios. This means that more mature portfolios may register a better performance. Treynor’s índex tells us that the management of stocks and mixed portfolios is better than the portfolios of obligations. The results obtained can only be used in portfolios analysis and cannot be generalized.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Economia Monetária, Bancária e Financeira
URIhttp://hdl.handle.net/1822/46719
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Susana+Cantante+Ferreira+Alves.pdf4,65 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID