Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/46585

TítuloAmbivalência e resolução da ambivalência: uma análise da interação terapêutica
Outro(s) título(s)Ambivalence and ambivalence resolution: an analysis of therapeutic interaction
Autor(es)Pereira, Sara Maria do Nascimento Dinis
Orientador(es)Gonçalves, Miguel M.
Ribeiro, António Miguel Pereira
Palavras-chaveInteração terapêutica
Ambivalência
Resolução da ambivalência
Luto complicado
Therapeutic interaction
Ambivalence
Ambivalence resolution
Complicated grief
Data6-Jul-2017
Resumo(s)Quando não resolvida, a ambivalência pode condicionar o sucesso terapêutico. Assim, pretendemos saber de que modo a díade terapêutica interage nos momentos de ambivalência e nos momentos de resolução da ambivalência, num caso de sucesso seguido em terapia construtivista de luto complicado. Para tal analisamos as intervenções do terapeuta antes e depois dos momentos de ambivalência e da sua resolução e as respostas da cliente, utilizando o Sistema de Codificação de Colaboração Terapêutica. Os resultados mostram que os momentos de ambivalência e os momentos de resolução de ambivalência tendem a emergir na sequência de intervenções de desafio. Mostram ainda que face aos primeiros o terapeuta tende a oferecer suporte, ao passo que face aos segundos, o terapeuta tende a persistir no desafio. Por sua vez a cliente tende a validar as intervenções do terapeuta, sugerindo que a díade trabalha a maior parte do tempo dentro da Zona de Desenvolvimento Proximal Terapêutica. Estes resultados vão de encontro aos estudos anteriores, sendo a principal diferença a elevada percentagem de invalidação face ao desafio, pouco comum nas amostras estudadas anteriormente. Especula-se que este fenómeno possa refletir a dificuldade e a culpa associadas à reconstrução da vida face à perda.
When unresolved, ambivalence may condition therapeutic success. Therefore will study how the therapeutic dyad interacts in these moments of ambivalence and in moments when ambivalence is solved, in a successful case followed in a constructivist therapy of complicated mourning. For that purpose, we analyzed the therapist´s interventions before and after the moments of ambivalence, its resolution and the client´s responses, using the Therapy Collaboration Coding System. The results suggest that moments of ambivalence and moments of solving ambivalence tend to emerge as a result of challenging interventions. When ambivalence emerges, the therapist tends to offer support, and when ambivalence is solved, the therapist tends to persist in the challenge. In turn, the client tends to validate the therapist's interventions, implying that the dyad works most of the time within the Therapeutic Proximal Development Zone. These results are generally in line with previous studies. An important difference is the high percentage of invalidation of the client towards challenging therapist interventions, uncommon in the samples studied previously. We speculated that this phenomenon may reflect the difficulty and guilt associated with rebuilding life in the face of loss.
TipomasterThesis
DescriçãoDissertação de mestrado em Psicologia Aplicada (área de especialização em Psicologia Clínica e da Saúde)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/46585
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:CIPsi - Dissertações de Mestrado
BUM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Sara Maria Nascimento Dinis Pereira.pdfTese753,42 kBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis