Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/46543

TitleDesenvolvimento de um produto antimicrobiano com mel português e bacteriófagos
Other titlesDeveloping na antimicobial product with Portuguese honey and bacteriophages
Author(s)Ribeiro, Henrique Gonçalves
Advisor(s)Sillankorva, Sanna
Oliveira, Ana Cristina Afonso
Henriques, Ana Filipa Frutuoso Mendes
Issue date25-Jul-2016
Abstract(s)O surgimento de bactérias multirresistentes, que tem origem na utilização negligente dos antibióticos, juntamente com a inexistência de novas moléculas com efeito antimicrobiano, representam uma séria ameaça à Medicina. Com base nesta realidade, o desenvolvimento de novas abordagens é essencial, sendo explorado neste trabalho o potencial da combinação de duas soluções com efeito antimicrobiano reconhecido: o mel e os bacteriófagos (fagos). Os fagos são predadores exclusivos de bactérias, que através do seu reconhecimento específico as infetam e destroem. A sua multiplicação é exponencial, permitindo que permaneçam no local da infeção enquanto existirem bactérias sensíveis. Por outro lado, o mel, um produto natural descrito e utilizado desde tempos ancestrais como promotor da regeneração e cicatrização de feridas, diminuindo a inflamação, possui também a capacidade de degradar biofilmes. Até ao momento não foram reportados microrganismos que lhe tenham adquirido resistência. Ambas as soluções podem ser usadas para tratar feridas crónicas, colonizadas por diversas bactérias patogénicas que para além de poderem ser resistentes aos antibióticos, se encontram, protegidas em biofilmes. Com este trabalho pretende-se conjugar os efeitos de ambas as alternativas apresentadas, através da utilização simultânea de fagos e de mel português, de forma a alcançar uma solução eficaz para combater biofilmes de 24 horas de Escherichia coli e Pseudomonas aeruginosa, bactérias presentes em feridas crónicas. Até o momento não há nenhum outro estudo sobre esta terapia combinada. Os resultados que se obtiveram demonstraram um efeito sinérgico e promissor quando se usou a combinação do fago EC3A com 25% de mel JPC2, no tratamento de Escherichia coli, contrariamente ao observado para Pseudomonas aeruginosa, em que não se observou nenhuma melhoria na combinação dos antimicrobianos. Contudo, novos fagos e outros méis deverão ser testados, com o intuito de obter melhores desempenhos antimicrobianos em biofilmes.
Nowadays, the rising of multi resistant bacteria due to the misuse of antibiotics, together with the gap in the development of new antimicrobial molecules, represents a serious threat to Medicine. In face of this reality, new approaches to develop new tools to treat multi resistance organisms have been made. In this work, the potential of the combination between two recognized antimicrobial alternatives, honey and Bacteriophages (phages), are explored. Phages are natural bacteria predators that specifically recognize hosts, destroying them. They multiply exponentially in the site of infection while sensitive hosts are present. Besides, the use of honey has demonstrated effectiveness in the treatment of wounds since antiquity. Indeed, honey is a natural product, with recognized antimicrobial properties, even against antibiotic resistant microorganisms. Furthermore, this natural substance is able to degrade biofilms, improve the healing process, decrease inflammation and promote tissue regeneration. Until now, the induction of resistances by honey was never reported. Indeed, the treatment of chronic wounds, where bacteria colonize the tissues and form biofilms, is highly conditioned and has high probability of failure if the only solutions considered for therapy are the antibiotics. In this work, the simultaneous use of phages and Portuguese honey were tested, aiming to reach an efficient solution to control 24 hours biofilms of Escherichia coli e Pseudomonas aeruginosa, bacteria present in chronic wounds. To date there is no other study about this combinatorial therapy. The obtained results demonstrated a promising synergistic effect when the combination of EC3a phage with 25% honey JPC2 was used to treat Escherichia coli biofilms, contrarily to Pseudomonas aeruginosa, where no improvement with this combination was observed. However, new phages and other honey samples shall be tested in order to obtain better performance in biofilm control.
TypemasterThesis
DescriptionDissertação de mestrado em Bioengenharia
URIhttp://hdl.handle.net/1822/46543
AccessopenAccess
Appears in Collections:CEB - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations
BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Henrique Gonçalves Ribeiro.pdfTese3,4 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis