Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/46100

TítuloO problema filosófico da nosografia psiquiátrica do Dr. Júlio de Matos: a questão epistemológica da categorização do mental
Outro(s) título(s)The philosophical problem of psychiatric nosography in the work of by Dr. Júlio de Matos: the epistemological questions regarding mental categorization
Autor(es)Braga, António Fernando Gomes
Orientador(es)Curado, Manuel
Data15-Mar-2013
Resumo(s)O objectivo principal desta investigação é o do estudo dos problemas epistemológicos da classificação das anomalias mentais que foi proposta pelo Dr. Júlio de Matos. Como é que se classificam estados mentais? Como é que se explicam os comportamentos? Como é que se realiza um catálogo de doenças e distúrbios mentais? Quais são os limites da experiência da consciência? Qual o lugar da consciência normal e anómala no mundo? A dissertação ambiciona identificar problemas e argumentos filosóficos nos textos do Dr. Júlio de Matos sobre a vida mental. Aspira a ser uma análise filosófica sobre um aspecto do problema da consciência normal e alterada no final do século XIX português. O tratamento do presente tema propiciará assim uma reflexão em torno da história da noção de consciência anómala e sobre o seu contexto evolutivo. Serão levantadas questões pertinentes quanto à sua localização, temporalização e sobre a relação mentecérebro. O interesse filosófico da obra do Dr. Júlio de Matos não se resume à sua classificação das doenças mentais. O estudo dos seus argumentos visa o reconhecimento dos méritos deste intelectual que, para além do seu trabalho no âmbito da clínica psiquiátrica, promoveu o desenvolvimento dos estudos filosóficos em Portugal, nomeadamente do Positivismo.
The main objective of this research is to study the epistemological problems of the classification of mental abnormalities that was proposed by Dr. Julio de Matos. How can one classify mental states? How does one explain human behavior? How is it possible to do a catalog of mental disorders and diseases? Where is the limit of conscious experience? What is the role of normal and abnormal consciousness in the world? This dissertation aims to identify philosophical problems and arguments in the texts of Dr. Julio de Matos about human mental life. Moreover, it aspires to be a philosophical analysis of an aspect of the problem of normal and altered consciousness in the late Portuguese nineteenth century. The treatment of this theme will provide a reflection about the history of the concept of abnormal consciousness and about its evolutionary context. Many questions will be raised about its location, temporal scope and mind-brain relationship. The philosophical interest of the work of Dr. Julio de Matos is not limited to its classification of mental disorders. The study of his arguments aims at the recognition of the merits of this intellectual who, in addition to his work in the psychiatric clinic, promoted the development of philosophical studies in Portugal, namely the promotion of Positivism.
TipomasterThesis
DescriçãoDissertação de mestrado em Filosofia Moderna e Contemporânea
URIhttp://hdl.handle.net/1822/46100
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:BUM - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
António Fernando Gomes Braga.pdfTese2,1 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis