Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/46007

TitleSaúde, doença e assistência às populações rurais em Portugal no século XVIII. O quadro minhoto: realidades e representações
Other titlesHealth, disease and assistance to the rural populations in portugal in the 18th century. The minhoto frame: realities and representations
Author(s)Araújo, Ana Paula de Azevedo Duarte de
Advisor(s)Capela, José Viriato
Araújo, Maria Marta Lobo de
Issue date3-Feb-2017
Abstract(s)O objetivo do nosso trabalho consubstanciou-se na análise das condições de saúde, da doença e da assistência das populações rurais portuguesas minhotas do século XVIII. Numa primeira parte e a par do debate, dos progressos científicos e da evolução dos conhecimentos, procurou-se compreender as manifestações e práticas religiosas subjacentes ao pedido de socorro, combate a situações de doença e à procura por parte da comunidade da ajuda divina, como lenitivo para as suas enfermidades. Neste sentido, debruçamo-nos sobre o universo religioso e mental da época, onde se estudaram as representações da doença e da cura, os santos protetores e os milagres. Do mesmo modo, procurou-se percecionar as ajudas do divino na doença no quadro geral do devocionário minhoto, tendo como base os dados das Memórias Paroquiais de 1758. Posteriormente, procurou-se perceber o impacto que os principais santos tinham junto da população enferma. Numa segunda etapa desta investigação, debruçamo-nos sobre o estudo da água, as suas propriedades terapêuticas e o modo como se constituía uma alternativa ao tratamento farmacológico da época. Esta prática curativa apresentava um cariz predominantemente popular, mágico religioso, característica que se manteve até ao início do século XIX, altura em que se deu o reconhecimento científico das propriedades curativas das águas termais, com o termalismo a institucionalizar-se e a tornar-se uma prática regulada pelo setor médico. Foi ainda nosso propósito potenciar uma visão geral da importância das águas para a saúde da população minhota no século XVIII, integrada com o fenómeno religioso e no quadro das vivências e mentalidades desta população, tomando como obras estruturantes as Memórias Paroquiais de 1758 e o Aquilégio Medicinal. Numa terceira e última parte analisaram-se as respostas institucionais às doenças, quer do ponto de vista das instituições administrativas, como dos concelhos, vilas e paróquias. Estudou-se a rede de Misericórdias e hospitais estabelecidas na região do Minho, os seus níveis de desenvolvimento e as respostas assistências às populações. Foi ainda nossa intenção perceber o papel que os cenóbios beneditinos tiveram na assistência às populações enfermas das regiões rurais do Minho no século XVIII.
The aim of this work was to analyze the health conditions, diseases and the assistance to the rural Portuguese populations from Minho of the 18th century. On an initial approach, and taking into account the debate, the scientific progress and the evolution of knowledge, the comprehension of religious manifestations and practices, which are subjacent to the help request, fight disease and to the community search for the divine help as a relief for their conditions was attempted. Therefore, the focus was on the religious and psychological universe of this period, where the representations of the disease and its cure, the patron saints and the miracles were studied. Furthermore, it was intended to perceive the divine’s contribution to the treatment of illness in the overall framework of the minhoto devotional, based on the data in Memórias Paroquiais de 1758. Subsequently, there was a pursuit to the understanding of the main saints’ impact on the ill population. On a second stage of this investigation, the interest was on the study of water, its therapeutic properties and the way it constituted an alternative to the pharmacological treatment of the epoch. The nature of this healing method was essentially popular, religious and magical, and remained constant until the 19th century, when the scientific recognition of the scientific healing properties of thermal water happened, with the rise of hydrotherapy and its regulation by the medical sector. There was also an intention to enhance the overview regarding the important role that water played in the welfare of Minho’s population during the 18th century, along with the religious phenomenon and the experiences and mindset of this community, using Memórias Paroquiais de 1758 and Aquilégio Medicinal as structural works. On the third and last stage, the institutional responses to diseases were analyzed, not only in an administrative point of view, but also in the one of counties, towns and parishes. The network of charity institutions and hospitals established in Minho’s region were studied, their development level, and their responses of assistance to the population. Moreover, it was also intended to comprehend the duty of the Benedictine monastery on this assistance in Minho’s rural regions during the 18th century.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de Doutoramento em História (Especialização em Idade Moderna)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/46007
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
DH - Teses de Doutoramento/PhD Theses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Paula de Azevedo Duarte de Araujo.pdf6,72 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID