Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/45895

TitleMateriais de construção e materiais líticos nas práticas funerárias neolíticas da serra da Boa Viagem (Centro-Oeste de Portugal). O caso do monumento megalítico do Cabeço dos Moinhos, Figueira da Foz
Author(s)Cruz, Carlos
Bettencourt, Ana M. S.
Callapez, Pedro M.
Silva, Luís M. C.
Rodrigues, Sérgio Monteiro
KeywordsNeolítico
Arquiteturas
Oferendas
Ornamentos
Matérias construtivas
Proveniência litológica
Práticas funerárias
Modos de vida
Neolithic
Architectures
Offerings
Ornaments
“Raw” materials
Provenance of “raw” materials
Burial practices
Ways of life
Western Central Portugal
Issue date2014
PublisherAssociação Portuguesa para o Estudo do Quaternário (APEQ)
CitationCRUZ, C.; BETTENCOURT, A.M.S.; CALLAPEZ, P.M.; SILVA, L.M.C.; MONTEIRO-RODRIGUES, S. (2014). Materiais de construção e materiais líticos nas práticas funerárias neolíticas da serra da Boa Viagem (Centro-Oeste de Portugal). O caso do monumento megalítico do Cabeço dos Moinhos, Figueira da Foz, in A.M.S. Bettencourt, B. Comendador Rey, H.A. Sampaio, E. Sá (eds.), Corpos e Metais na Fachada Atlântica da Ibéria. Do Neolítico à Idade do Bronze. Braga: APEQ, CITCEM, 9-32
Abstract(s)Este trabalho contribui para o conhecimento do Neolítico do Centro-Oeste português. O caso de estudo foi o monumento megalítico do Cabeço dos Moinhos, edificado na serra da Boa Viajem, no que é hoje a freguesia da Brenha, concelho da Figueira da Foz. Para além de ser óbvio que esta região se encontrava, durante o Neolítico, no limiar de diferentes mundos culturais, o meridional e o setentrional, a partir das matérias usadas na construção do monumento e das matérias usadas no fabrico de oferendas líticas e de objetos de adorno, teceram-se algumas considerações relacionadas com as práticas funerárias, os modos de vida e de vivenciar o mundo por parte das comunidades neolíticas que aqui ergueram estes monumentos. Em relação às oferendas líticas notou-se a ausência de traços de uso o que indicia que foram fabricadas apenas para ritos funerários. Além do simbolismo intrínseco às formas, as diferentes matérias em que foram construídos (locais, regionais e inter-regionais) indiciam a importância da interligação física e simbólica das comunidades locais com lugares próximos e remotos, o que não será alheio a um modo de vida com grande abertura ao mundo exterior e, talvez, pouco sedentarizado . O mesmo se poderá interpretar em termos arquitetónicos pois, se a construção sobre um afloramento calcário e em local culminante poderá revelar assimilação das propriedades inerentes ao local e à matéria aí existente, a reunião de matérias de diferentes proveniências na câmara/corredor implicará uma interligação física e mental entre os diferentes lugares vivenciados pelos seus construtores, ou seja, entre lugares de habitat, de subsistência e de veneração dos espíritos dos antepassados.
This paper contributes to the understanding of the Neolithic burial practices in Western Central Portugal. It relies on the reviewing of Santos Rocha texts, which describes research carried out in the megalithic monument of Cabeço dos Moinhos (Brenha, Figueira da Foz), fieldwork and the study of bone remains and “offerings” that were found in the monument. Cabeço dos Moinhos tomb was built on a limestone outcrop located in a hill placed on the ridgeline of Serra da Boa Viagem. From this hill there is a wide visibility to the sandy coastal plain (to the north) and to the Baixo Mondego area (to the south). Under a mound of "yellowish soil without mixture" a polygonal chamber with corridor oriented east was built. The standing stones were made of greyish white limestone (local) and of whitish, greyish, yellowish and reddish sandstone. The last two are sourced from slopes located more than 250m south of the tomb. Santos Rocha (1949: 14) found some "skeletons lying in gravel beds" and rare burnt bones. The dead were buried together with pottery, lithic and bone objects. Some of these indicate a reutilization of the monument during the Chalcolithic. The absence of use-wear in the majority of the lithics suggests that they were produced only for the burial practices. In addition to the symbolism intrinsic to morphologies, the use of different “raw” materials suggests the importance of the reunion of their own properties at the time of the burial, setting a symbolic and physical interconnection between local communities and near and remote places. The same reasoning can be applied to the architecture of the monument: if its construction on a limestone outcrop which is a culminating spot suggests the assimilation of the properties associated to the place and to the matter that exists there, the presence of “raw” materials from different sources among the standing stones of the chamber and the corridor imply a mental and physical interconnection between different places experienced by the builders. The visualized landscape must also have been significant to the people who built and attended the Cabeço dos Moinhos megalithic monument.
TypeBook part
URIhttp://hdl.handle.net/1822/45895
e-ISBN978-989-20-5037-9
Peer-Reviewedno
AccessOpen access
Appears in Collections:DH - Capítulos de Livros/Book Chapters

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1 - Carlos Cruz Figueira da Foz 2.pdf1,94 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID