Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/45687

TitleO depósito de machados do Bronze Final de Cobidalto, Areosa (Viana do Castelo). Novos dados para a sua contextualização e interpretação
Author(s)Bettencourt, Ana M. S.
Comendador Rey, Beatriz
Alves, M. I. Caetano
Simões, P. P.
KeywordsBronze Final
Depósito de machados de talão
Contexto físico e espacial
Lugar liminar
Later bronze age
Palstaves hoard
Physical and spatial context
Liminar place.
Issue date2014
PublisherAssociação Portuguesa para o Estudo do Quaternário (APEQ)
Centro de Investigação Transdisciplinar «Cultura, Espaço e Memória» (CITCEM)
CitationBETTENCOURT, A.M.S.; COMENDADOR REY, B.; SIMÕES, P.P.; ALVES, M.I.C. (2014). O depósito de machados do Bronze Final de Cobidalto, Areosa (Viana do Castelo). Novos dados para a sua contextualização e interpretação, in A.M.S. Bettencourt, B. Comendador Rey, H.A. Sampaio, E. Sá (eds.), Corpos e Metais na Fachada Atlântica da Ibéria. Do Neolítico à Idade do Bronze. Braga: APEQ, CITCEM, 131-142.
Abstract(s)No âmbito do Projeto Enardas iniciaram-se trabalhos de revisão de depósitos e de achados metálicos assim como da sua contextualização física e ambiental. Após um ano de pesquisas foi possível determinar o local exato do depósito designado por Monteagudo (1977) como da Areosa e referido na Carta Arqueológica de Viana do Castelo como tendo aparecido no lugar do Fincão, freguesia da Areosa. De notar, igualmente, que este depósito estava dado como depositado no Gabinete de Arqueologia da Câmara Municipal de Viana do Castelo. Tendo sido possível encontrar um dos achadores, foi também levantada a história das suas condições de achado bem como da sua dispersão por diferentes particulares. Identificaram-se alguns dos seus proprietários, que visitámos, tendo sido possível reavaliar seis dos oito artefactos então encontrados. Foi também possível determinar que não existe qualquer machado deste depósito no município de Viana. O depósito foi encontrado numa diaclase de xisto, no lugar do Cobidalto, freguesia da Areosa, concelho e distrito de Viana do Castelo, nas margens de um ribeiro que desagua diretamente no oceano. Tendo em conta que a linha da costa era mais recuada durante a Idade do Bronze, o seu contexto, se bem que pró-ximo do litoral, era sobretudo fluvial. Tal como hoje, a linha da costa seria, então, profusamente rochosa sendo as imediações do local de grande impressividade, dado o conjunto de geoformas existentes. Seria certamente um local de passagem entre as terras mais interiores e o mar e também um lugar liminar.
As part of Project Enardas we have worked on the formal study of hoards and metal findings as well as their physical and environmental context. After a year of research it was possible to determine the exact location of the deposit called the Areosa by Monteagudo (1977) and as having appeared in the place of Fincão, parish of Areosa, in the Archaeological Chart of Viana do Castelo. It should also be noted that this hoard was given as filed in the “Gabinete de Arqueologia” of Viana do Castelo City hall. Having been able to find one of the hoard finders it was also raised the story of the finding conditions as well as their dispersal by different individuals. After that we identified some of their owners that we visited to re-evaluate six of the eight axes found then. It was also possible to determine that there is no axe of this hoard in the “Gabinete de Arqueolo-gia” of Viana do Castelo City hall. The deposit was found in the interior of an open foliation of a schist, in the place of Cobidalto, Areosa parish, county and district of Viana do Castelo, on the banks of a stream that flows directly into the ocean.
TypeBook part
URIhttp://hdl.handle.net/1822/45687
e-ISBN978-989-20-5037-9
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CCT - Livros e Capítulos de Livros/Books and Book Chapters
DH - Capítulos de Livros/Book Chapters

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
9 - Bettencourt et al.pdf2,06 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID