Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/45603

TítuloE a Filosofia, progride? Considerações sobre a teoria dos paradigmas filosóficos de Karl-Otto Apel
Autor(es)Mendes, João Carlos Ribeiro Cardoso
Palavras-chaveKarl-Otto Apel
Semiótica Transcendental
Paradigma
Prima Philosophia
Transcendental Semiotics
Paradigm
Prima Philosophia
Data2007
EditoraUniversidade do Minho. Centro de Estudos Humanísticos (CEHUM)
RevistaDiacrítica-Série Filosofia/cultura
Resumo(s)Recorrendo ao conceito kantiano de «reflexão transcendental » e ao conceito kuhniano de «paradigma», Karl-Otto Apel apresenta-nos uma imagem do desenvolvimento histórico da Filosofia como uma sucessão de paradigmas de prima philosophia progressivamente mais radicais.
Making use of Kant’s concept of «transcendental reflection» and of Kuhn’s concept of «paradigm», Karl-Otto Apel presents us an image of Philosophy’s historical development as a succession of increasingly more radical paradigms of prima philosophia.
Tipoarticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/45603
ISSN0807-8967
Arbitragem científicayes
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:CEPS - Publicações dos investigadores do CEPS

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
E a Filosofia, progride (Diacritica_21-2).pdf2,92 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis