Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/45477

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorAraújo, Joaquim Machadopor
dc.contributor.authorAraújo, Alberto Filipepor
dc.date.accessioned2017-05-02T13:28:13Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.citationAraújo, J. M. & Araújo, A. F. (2017). Da Criança Interior: A abordagem de James W. Barrie. In F. Azevedo, Araújo, A. F. Araújo & J. M. Araújo (Coord.), Peter Pan. Literatura Infantil e Imaginário (pp. 59-89). Braga: Centro de Investigação em Estudos da Criança / Instituto de Educação.por
dc.identifier.isbn978-972-8952-42-6-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1822/45477-
dc.description.abstract[Excerto] Peter Pan é a personagem criada por James Matthew Barrie, agregando dois nomes: o nome do filho mais novo de Sylvia Llewelyn Davies, a quem ele contava histórias, e o nome de Pã, o deus grego das florestas. Uma leitura psicologista da obra assinala que a inspiração da história advém de David, o irmão mais velho de Barrie que morreu acidentalmente com treze anos quando patinava no gelo e que, para a mãe, ficou sendo eternamente menino. Contudo, mesmo exorcizando o trágico desaparecimento do irmão e as suas consequências, a narrativa inclui diversas histórias, nomeadamente a de Peter Pan, o menino que quer continuar a ser criança, e a de Wendy, a menina que decide voluntariamente tornar-se adulta. O entrelaçamento destas duas histórias com a dos “meninos perdidos” e dos pais de Wendy conduz o leitor ao interior da “mente” infantil e, permite o autoconhecimento do adulto e o reconhecimento e a libertação da Criança interior. O nosso estudo identifica, assim, os tipos de lar que estão presentes em Peter Pan e que constituem cenários estruturantes da narrativa, distingue as conceções de mãe que nela se confrontam e, afastando-se da tradição racionalista que concebe a imaginação como a folle du logis (“louca da casa”)26, explicita indícios que ajudam a desvendar o mistério da sombra de Peter Pan e assinala o ideal sugerido pelo criador de Peter Pan, um ideal que resulta da superação da cisão criança-adulto através do amor maternal e da libertação da Criança interior. (...)por
dc.description.sponsorshipEsta publicação teve o apoio financeiro da FCT (Fundação para a Ciência e a Tecnologia - Lisboa - Portugal) e do programa de financiamento POCH (Programa Operacional Capital Humano): financiamento comparticipado pelo Fundo Social Europeu e por fundos nacionais do MEC (Ministério da Educação e da Ciência - Lisboa - Portugal)” (2015-2016).por
dc.language.isoporpor
dc.publisherUniversidade do Minho. Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC)por
dc.rightsclosedAccesspor
dc.titleDa criança interior: a abordagem de James M. Barriepor
dc.typebookPartpor
dc.peerreviewedyespor
oaire.citationStartPage59por
oaire.citationEndPage89por
oaire.citationConferencePlaceBraga, Portugalpor
oaire.citationTitlePeter Pan: literatura infantil e imagináriopor
dc.subject.fosCiências Sociais::Ciências da Educaçãopor
dc.description.publicationversioninfo:eu-repo/semantics/publishedVersionpor
sdum.bookTitlePeter Pan: literatura infantil e imagináriopor
Appears in Collections:CIEd - Capítulos de Livros / Book chapters

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cap3-Peter-Pan.pdf
  Restricted access
630,87 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID