Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/45257

TitleRádio e televisão no processo de construção de lideranças políticas populistas e assistencialistas no Rio Grande do Norte
Author(s)Trindade, Sergio Luiz Bezerra
Advisor(s)Oliveira, Madalena
Keywordsrádio
televisão
mídia
política
coronelismo eletrônico
personalismo
radio
television
media
politics
electronic coronelismo
personalism
Issue date15-Dec-2016
Abstract(s)Realizada no âmbito do curso de Doutoramento em Ciências da Comunicação da Universidade do Minho, ao abrigo de um convênio com o Instituto Federal do Rio Grande do Norte, esta dissertação pretende refletir sobre o papel que os meios de comunicação audiovisual podem ter no processo de construção de lideranças políticas populistas e assistencialistas no estado brasileiro do Rio Grande do Norte. Assentando na relação entre o poder da mídia e a política, o trabalho desenvolvido centrou-se no objetivo de problematizar a aquisição de capital político como um sucedâneo do capital simbólico conquistado no espaço midiático. Com matriz sociológica, a pesquisa teórico-empírica conduzida se inspirou na perspectiva do coronelismo eletrônico, um fenômeno que adquiriu especial expressão no Brasil na década de 1990. A partir dessa abordagem – que se funda na história política da figura do coronel – se procurou problematizar o personalismo político especialmente evidente no país do final do século XX em diante, graças à proliferação dos meios de comunicação audiovisual e à atribuição de licenças de radiodifusão a proprietários fortemente vinculados com o exercício do poder político. Embasada por essa teoria, a tese sustentada ao longo deste trabalho toma de empréstimos conceitos caros a Pierre Bourdieu, como o de habitus, campo e capital simbólico, ao mesmo tempo que discute o espaço público como um espaço de exercício de poder (populista e assistencialista) pela palavra e pela visibilidade midiática. Concretamente, nesta tese se discute a relação do rádio e da televisão com o campo da política no estado do Rio Grande do Norte, especialmente em Natal (capital localizada no litoral leste), Caicó (município localizado no Seridó) e Santa Cruz (município localizado no Trairi), primordialmente na esfera eleitoral. Com o propósito de analisar objetivos, métodos e interesses dos comunicadores de rádio e televisão que transitaram do campo midiático para o campo político, o plano de trabalhos focou empiricamente nestes três municípios, tomados como casos de estudo ilustrativos do processo de construção de lideranças políticas baseadas na popularidade proporcionada pela mídia junto do público/eleitorado. Para alcançar o intento, foram analisados depoimentos de comunicadores de rádio e televisão e de ouvintes/telespectadores/eleitores, se confirmando o alcance destes veículos, bem como a força e o poder de convencimento deles no processo de formação de opinião. No transcurso do trabalho, foi feita uma releitura do conceito de coronelismo, fenômeno político que se manifestou no Brasil rural da Primeira República (1889-1930), e do modo como ele se transmutou em coronelismo midiático/eletrônico a partir do processo de urbanização pelo qual passou o país, a partir da década de 1920. Pela via midiática, o fenômeno coronelista pode ter sobrevivido como forma viva de poder e autoridade da cultura política nacional em uma nova realidade econômica, social, politica, demográfica e tecnológica. Esta nova realidade, de natureza mais midiática (que poderia ser o mesmo que dizer democrática), nascida sobre e dos escombros da antiga, de natureza mais autoritária, permite a comunicadores e apresentadores de programas de rádio e televisão transformarem o capital cultural e simbólico amealhado no campo midiático em capital político. Em grande parte por esse efeito de transformação, agentes da mídia alcançaram (ou alcançam ainda) ascender a importantes postos na estrutura do Estado, notadamente em funções políticas no Poder Legislativo (municipal, estadual e federal) e, por vezes, no Poder Executivo (municipal e estadual). Sem o menor constrangimento em mudar de partido, cuja existência se torna apenas uma exigência legal para que possam ser candidatos, comunicadores e apresentadores, no comando de programas de rádio e televisão e com presença cotidiana nestes veículos de comunicação, estabelecem uma relação de confiança com os ouvintes e telespectadores e funcionam como cesto de votos para os partidos políticos e para os grupos políticos que controlam os partidos. Para explicar o fenômeno foi necessário fazer uma descrição sobre o funcionamento dos regimes democráticos, especialmente da democracia brasileira. Paralelamente, foi analisado o processo de mudança de campo de profissionais da mídia – do midiático para o politico, e quais as dificuldades que os comunicadores e apresentadores enfrentaram nessa transição. A pesquisa está justificada pelo grande número de comunicadores e apresentadores que ocuparam postos políticos nos diversos municípios do estado e nas instâncias legislativas estadual e federal, quase todos eleitos na esteira do processo de abertura política e de redemocratização, iniciado em meados da década de 1970. Nem todos os que são eleitos conseguem garantir a reeleição, justamente por encontrarem dificuldades em atuar no campo político, com habitus diferentes do campo midiático. Os políticos assistencialistas, como são designados os quatro comunicadores e apresentadores de programas de rádio e televisão analisados nesta tese, conseguem ter boa penetração junto a uma parcela da população e dos eleitores, mesmo quando fogem às propostas que apresentam nos programas que comandam no rádio e na televisão. O público desses programas, que é simultaneamente uma parte significativa do eleitorado, tem genericamente baixo nível de educação formal; daí que encontre dificuldades para explicar a distância entre o discurso e a prática política. A melhora nos índices de educação (como mais anos de estudo, por exemplo), entretanto, não tem se revelado, sozinha, um elemento que inviabilize a eficácia eleitoral das lideranças políticas assistencialistas egressas do campo midiático. Embora não seja fácil garantir uma resposta ao porquê desta eficácia, admite-se que, possivelmente, esse tipo liderança se assenta numa relação de convivência muito próxima, quase que inteiramente baseada em relações comunitárias, nas quais a comunicação é mais livre e popular, com maior apelo às emoções, o que faz o comunicador aparecer como um agente comunitário, um agente a serviço dos mais carentes e, portanto, um agente com potencial de confiança para cargos políticos.
This work was conducted in the scope of a Doctoral course in Sciences of Communication of the University of Minho, sheltered by an agreement with the Federal Institute of Rio Grande do Norte. Thus, this dissertation aims at reflecting upon the role that the means of audiovisual communication can have in the building process of populist and welfare political leaderships in the Brazilian State of Rio Grande do Norte. Underpinning the relationship between the media power and politics, the work developed has centered in the goal of questioning the acquisition of political capital as a replacement of the symbolic one, conquered in the media field. With a sociological matrix, the empirical-theoretical research carried out got inspired in the perspective of the electronic coronelismo, a phenomenon that acquired special concern in Brazil in the nineties. From this approach – which is founded in the political history of the figure of the coronel - it was intended to question the political personalism, especially clear in Brazil from the end of the twentieth century on, due to the quick spread of the means of audiovisual communication and assignment of licenses of radio broadcasting to businessmen strongly connected to the exercise of political power. So, based on this theory, the thesis supported along this work borrows basic concepts from Pierre Bordieau, such as the habitus, field and symbolic capital, while it debates the public space as a place of exercise of power (populist and assisting) by lecturing and media visibility. In concrete terms, it is debated here the relationship between radio and television and the field of politics in Rio Grande do Norte State, mainly in Natal ( the State capital, located in the west coast of the State), Caicó ( city located in Seridó), and Santa Cruz ( small town located in Trairi), especially in the election field. Now, planning to examine goals, methods and interests of the radio and television presenters who moved from the media field to the political one. As a matter of fact, the working plan has focused empirically in these three towns, taken as study illustrative cases of the building process of political leaderships, based on the popularity provided by the media along with the voters/ electorate. In order to achieve its goal, testimonies of radio and television announcers, and also of listeners / TV spectators / voters were analyzed. In addition, confirming the reach of these vehicles of communication, as well as their force and power of persuading in the process of public opinion formation. During this work, a rereading of the concept of coronelismo was done, a political phenomenon which came in the rural Brazil of the First Republic (1889-1930), and the manner how it changed into media/electronic coronelismo from the urbanization process which the country passed through from the twenties. By means of media, the coronelista phenomenon can have survived as a living way of power and authority of the national political culture in a new, economic, social, political, demographical, and technological reality. This new reality, which has more media kind (that could be called democratic), was born on and from the debris of the old one, a more authoritative kind, allows presenters, television and radio announcers change the cultural and symbolic capital spread in the media field into political capital. Due to its transformation effect, media agents have reached to get important job posts in the State framework, especially in political functions in the legislature (municipal, state, and federal spheres) and, at times, in the executive (municipal and state spheres). Thus, without being even embarrassed in changing political parties, whose existence is only a legal requirement, so that they can be candidates, presenters and announcers in the charge of radio and television programs with everyday presence in these communication means, set up a trust relationship with listeners and television spectators and work as a voting basket to the political parties and political groups who control the former. For this reason, to explain this phenomenon it was necessary to make a description on the operation of the democratic regimes, especially the Brazilian democracy. In a parallel manner, the process of field change of media professionals – from media to political one, and what were the difficulties the presenters and announcers faced in this transition. The research is justified by the big number of presenters and announcers who occupied political positions in several cities of Rio Grande do Norte and in the State and Federal legislature, nearly all of them got elected in the tracks of the process of political system opening and re-democratization, which began in the early seventies. So, not all of the elected candidates can assure reelection, simply by finding difficulties in acting in the political field with different habitus of the media field. The assisting politicians, as the four presenters and announcers of radio and television programs are named in this thesis, have good entering into a part of the population and electorate, even when they run away the proposals they present in radio and television programs which they are in charge. The audience of these programs, who is simultaneously a significant part of the electorate, has usually a low level of formal education. Consequently, they find difficulties to explain the distance between the speech and political practice. Thus, the improvement in the education indexes ( such as more study years), however, has not revealed itself an element which makes impractical the electoral efficacy in the assisting political leaderships exited from the media field. Although it is not easy to assure an answer to the reason for this efficacy, it is recognized that, possibly, this kind of leadership is based on a relationship of very close familiarity, almost wholly based on community relationships which communication is freer and popular with a bigger appeal to emotions. So, making the presenter as a community agent who is in service of the needy and, therefore, an agent with a trust potential to political posts.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de Doutoramento em Ciências da Comunicação
URIhttp://hdl.handle.net/1822/45257
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
CECS - Teses de doutoramento / PhD theses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sergio Luiz Bezerra Trindade.pdf4,25 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID