Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/44684

TitleSITALK: intercâmbio de língua e cultura
Other titlesSITALK: language and culture exchange
Author(s)Conceição, Belina Maria Macedo da
Advisor(s)Paisana, Joanne
KeywordsLíngua materna
Língua estrangeira
Comunicação autêntica
Falante nativo / fluente
Native language
Foreign language
Authentic communication
Native / fluent speaker
Issue date2016
Abstract(s)O conhecimento de línguas estrangeiras, bem como das culturas doutros povos, nomeadamente dos povos pertencentes à União Europeia (UE), é desde há muito tempo vista como essencial. De facto, a própria Comissão Europeia, no Livro Branco sobre a Educação e a Formação, publicado em 1995, reconhece ser necessário, ou até mesmo essencial, que todos os cidadãos na UE saibam pelo menos duas línguas estrangeiras. Também o Conselho da Europa, em 2001, lança o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (QECR), que tem como objetivo a “harmonização do ensino e da aprendizagem das línguas vivas na grande Europa.”1 Um dos meios que os alunos podem utilizar para aprender ou melhorar uma nova língua e cultura é a metodologia de aprendizagem em tandem, que fomenta o contacto entre falantes de línguas maternas diferentes, tornando possível a aprendizagem além-fronteiras, dando também oportunidade de aprender a língua autêntica diretamente do falante nativo. (Wolff, 2002) Aprender uma segunda língua implica não só entrar em contacto com novas regras gramaticais e novo vocabulário, mas também com a cultura do povo dessa língua. De acordo com William Ramos e Maria Barbosa (2009), o que distingue o ensino convencional de uma segunda língua na sala de aula do processo de aprendizagem tandem é o facto de os participantes poderem, de certo modo, vivenciar a cultura do outro. Devemos também referir que, vivendo numa era em que as novas tecnologias sofreram grandes desenvolvimentos nos últimos anos, a comunicação entre falantes de países diferentes fica por si só mais facilitado. Com este trabalho pretendo experimentar o processo de aprendizagem em tandem com a comunidade académica do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, em Barcelos, local onde trabalho atualmente de modo a verificar se de facto os participantes, utilizando esta metodologia, sentiram e tiveram ou não evolução significativa das suas competências orais e culturais.
Knowing foreign languages, as well as the cultures of other countries, namely of those belonging to the European Union (EU), has been seen as essential for a long time. In fact, the European Commission, with the White book about Education and Training, published in 1995, recognises that it is necessary, or even essential, that every citizen in the EU should know at least two foreign languages. The Council of Europe, in 2001, published the Common European Framework of Reference for Languages, whose goal is to “harmonize the teaching and learning of modern languages in great Europe.”2 One of the means which may be used by students to learn or improve a new language and culture is the learning in tandem methodology, which fosters the contact between native speakers of different languages, making it possible to learn beyond borders, giving the learner the opportunity to also learn the authentic language directly from the native speaker. (Wolff, 2002) Learning a second language implies not only getting in touch with new grammar rules and vocabulary, but also with the culture of the native people of the target language. According to William Ramos and Maria Barbosa (2009), the distinction factor between the conventional language teaching in a classroom and the learning process in tandem is that participants have the chance, in a way, to experience the other’s culture. We should also say that living in an era in which new technologies have suffered great improvements for the last few years, the communication between speakers of different countries is now easier. This project is an experiment with the learning in tandem methodology using the academic community of Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, in Barcelos, where I am working at present. The aim was to ascertain if the participants who used this methodology had a meaningful evolution of their speaking and cultural skills or not.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Língua, Literatura e Cultura Inglesas
URIhttp://hdl.handle.net/1822/44684
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
ILCH - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Belina Maria Macedo da Conceição.pdf4,65 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID