Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/44417

TitleAvaliação quantitativa dos recursos hídricos do vale superior do rio Terva (Boticas, norte de Portugal)
Author(s)Pereira, Bárbara Juliana Ferreira
Advisor(s)Costa, Maria do Rosário Melo da
Issue date2016
Abstract(s)O presente trabalho insere-se no projeto de investigação “Povoamentos e Paisagens no Vale Superior do Rio Terva, Boticas” (PoPaTERVA 2013-2016) e tem como principal objetivo a avaliação do potencial dos recursos hídricos e do seu papel na fixação das populações. O rio Terva é um afluente da margem direita do rio Tâmega, no distrito de Vila Real, norte de Portugal. Em termos geológicos, a bacia hidrográfica do vale superior do rio Terva está integrada na Zona Galiza–Trás-Os-Montes do Maciço Ibérico, um dos afloramentos atuais da orogenia varisca europeia. O substrato da bacia é composto por metassedimentos silúricos e dois granitoides de duas micas distintos, um de grão médio e outro porfiroide de grão médio a grosseiro, com fraturas tardi-variscas e alpinas frequentemente orientadas nas direções NNE-SSW e NE-SW que condicionam a direção do vale e o caráter acidentado da paisagem. O estudo climatológico conduziu à determinação de valores médios anuais de precipitação de 1041,3 mm para a região. A evapotranspiração real apresenta valores entre 264,1 mm/ano nas zonas com maior declive e 388,5 mm/ano nas zonas mais aplanadas. A produtividade de nascentes regista, em média, caudais mínimos de 10 L/dia e máximos de 200 L/dia, com coeficientes de esgotamento na ordem dos 10-2 e 10-3 /dia. A recarga aquífera foi estimada em 10 % do total da precipitação, através de hidrogramas de nascentes e balanços hídricos diários e de cloretos, o que indica que os recursos hídricos subterrâneos na região ascendem a valores médios de 12,7x106 m3 /ano.
This work is part of the research project “Povoamentos e Paisagens no Vale Superior do Rio Terva, Boticas” (PoPaTERVA 2013-2016) and has, as main objective, the evaluation of the water resources’ potential and its role in the settlement of populations. The river Terva is a right bank tributary of the river Tâmega, in the district of Vila Real, north of Portugal. In geological terms, the basin of the river Terva’s upper valley is integrated in the Galicia-Trás-os-Montes Zone of the Iberian Massif, one of the present outcrops of the European Variscan orogeny. The substrate of the basin consists of metasedimentary rocks of the Silurian and two distinct granitoids, one a two mica medium grain and the other a two mica porphyritic medium-grained to coarse, with tardi-variscan and alpine fractures often oriented in NNE-SSW and NE-SW directions that determine the valley’s direction and the rugged character of the landscape. The climate study led to average annual rainfall values of 1041.3 mm for the region. The real evapotranspiration exhibits values between 264.1 mm/year in areas with higher slopes and 388.5 mm/year in more flattened areas. The springs’ yield records an average minimum flow rate of 10 L/day and an average maximum flow rate of 200 L/day, with recession constants’ values ranging from 10-3 and 10-2 /day. The aquifer recharge was estimated at 10 % of total rainfall, through spring baseflow recession and daily water and chlorides balances’ analyses, which indicates that the groundwater resources in the region amount to average values of 12.7x106 m3 /year.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Geociências (área de especialização em Recursos Geológicos)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/44417
AccessRestricted access (UMinho)
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
CCT - Dissertações de Mestrado/MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Bárbara Juliana Ferreira Pereira_2016.pdf
  Restricted access
5,53 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID