Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/43078

TitleEfeito de estados de humor negativo na memória operatória
Other titlesEffect of negative mood states on working memory
Author(s)Moita, Joana da Silva
Advisor(s)Santos, Flávia Heloísa dos
Albuquerque, Pedro Barbas
KeywordsMemória operatória
Indução
Emoção
Cognição
Working memory
Induction
Emotion
Cognition
Issue date2016
Abstract(s)De forma a explicar a influência das emoções na memória, foi proposto um novo componente ao modelo de memória operatória - o detetor hedónico. Este componente armazena e manipula temporariamente informação hedónica do ambiente, positiva ou negativa, auxiliando na tomada de decisão dos indivíduos. Com o presente estudo pretende-se compreender a relação entre a intensidade das emoções negativas e o desempenho em tarefas de memória operatória. Participaram 81 universitários que realizaram tarefas de memória operatória sob estados de humor negativo e neutro. Utilizamos dois tipos de indutores - músicas e imagens – e três condições de indução – controlo, baixa ativação e alta ativação. Verificou-se que os tipos de indutores não diferiram quanto à influência nas tarefas. O humor induzido também não influenciou as tarefas visuo-espaciais de memória operatória, no entanto, as tarefas verbais foram afetadas. Estados de humor negativos de alta ativação beneficiaram a memória em tarefas verbais, ao passo que estados de humor negativo de baixa ativação favoreceram a precisão de resposta numa tarefa que requer a interligação de informação verbal e visual. Aparentemente, estados de humor negativo de alta ativação aumentam a atenção do indivíduo, favorecendo o desempenho nas tarefas posteriores.
In order to explain the influence of emotion on working memory, a new component to the working memory model was proposed - the hedonic detector. This component has the ability to temporarily store and manipulate hedonic stimuli, positive or negative, from the environment and aids in decision-making of individuals. In this study it was attempted to understand the relationship between the intensity of negative emotions and the performance on working memory tasks. Participated 81 students, who performed working memory tasks under negative and neutral mood states. Two types of inductors were used - music and images - and three induction conditions - control, low arousal and high arousal. It was found that different kinds of inducers have no influence on the tasks. The induced mood did not influence the visuo-spatials working memory tasks, but the verbal tasks were affected. High arousal negative mood promoted memory in verbal tasks, while low arousal mood promoted precision on the tasks that require binding with verbal and visual information. Apparently, high arousal negative mood states increase the participant's attention, favoring performance in subsequent tasks.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Psicologia
URIhttp://hdl.handle.net/1822/43078
AccessRestricted access (UMinho)
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Joana da Silva Moita.pdf
  Restricted access
673,66 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID