Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/42603

TitleGanhos em Saúde na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI): O caso dos dependentes acompanhados pelos prestadores de cuidados da área de abrangência da ECL do ACES do Alto Ave
Author(s)Petronilho, Fernando
KeywordsAutocuidado
Familiar cuidador
Suporte formal
Ganhos em saúde
RNCCI
Issue dateAug-2016
PublisherUniversidade do Minho. Centro de Investigação em Enfermagem (CIE)
CitationPetronilho, Fernando (2016). Ganhos em Saúde na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI): O caso dos dependentes acompanhados pelos prestadores de cuidados da área de abrangência da ECL do ACES do Alto Ave. Centro de Investigação em Enfermagem da Escola Superior de Enfermagem da Universidade do Minho (CIEnf UMinho). Braga.
Abstract(s)Em 2006 (DL 101/2006) foi criada a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI). Consiste num novo nível de cuidados do Serviço Nacional de Saúde constituído por tipologias de internamento e de cuidados domiciliários. Na sua génese esteve a ambição de dar respostas efetivas face a uma série de problemas específicos, entre eles, o progressivo envelhecimento da população, o aumento da prevalência das doenças crónicas incapacitantes e a escassa cobertura de serviços de cuidados continuados integrados em território nacional. O presente relatório resulta de um estudo exploratório de perfil quantitativo com design intersujeitos e intrasujeitos. Trata-se de uma amostra não probabilística, de conveniência ou acidental, incluindo 891 pessoas dependentes e respetivos familiares cuidadores acompanhados pelos 10 prestadores de cuidados da RNCCI da área de abrangência da ECL do ACES Alto Ave - região Minho de Portugal. Foi aplicado o formulário "Perfil dos Dependentes Integrados nos Prestadores de Cuidados da RNCCI” (Petronilho, Pereira, & Magalhães, 2014), no momento da admissão e na alta clínica, com critério temporal definido de 1 ano - entre 1 de março de 2014 e 28 de fevereiro de 2015. Dos principais resultados desta investigação, conclui-se: 1) a prestação de cuidados no âmbito da RNCCI, apesar do padrão de dependência e sua evolução manifestarem-se de formas distintas entre as diferentes tipologias de cuidados, promove melhoria efetiva na condição de saúde das pessoas dependentes, com especial enfoque nos processos corporais e no nível de dependência no autocuidado; 2) há um tempo útil para promover maior independência/autonomia após um evento gerador de dependência, aspeto crucial para a definição e implementação de modelos de intervenção com efetividade; 3) o regresso ao domicílio por parte da grande maioria dos dependentes é um dado muito relevante e vai de encontro à vontade manifestada por parte da maioria das famílias portuguesas. 4) sugere-se a necessidade de uma efetiva sistematização no planeamento e continuidade de cuidados após o regresso a casa dos dependentes, nomeadamente, maior suporte da rede formal.
TypeReport
URIhttp://hdl.handle.net/1822/42603
ISBN978-989-20-6980-7
Peer-Reviewedno
AccessOpen access
Appears in Collections:ESE-CIE - Trabalhos de Investigação / Research Projects

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ganhos em saude na RNCCI.pdf1,36 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID