Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/42445

TítuloCrianças e Notícias: construindo sentidos sobre a atualidade e o mundo
Autor(es)Silveira, Ana Patrícia Soares
Orientador(es)Pereira, Sara
Pinto, Manuel
Palavras-chavecrianças
perceções
notícias
media
atualidade
mundo
participação
literacia mediática
children
perception
news media
media
current events
world
participation
media literacy
Data8-Abr-2016
Resumo(s)Vários estudos sobre a relação entre as crianças e as notícias têm documentado a importância destes assuntos para a sua vida e a sua socialização, mostrando que a atualidade está presente no quotidiano dos mais novos, ainda que estes demonstrem pouco ou nenhum interesse por estes assuntos (Alon-Tirosh & Lemish, 2014; Delorme, 2013; Molen & Konijn, 2007). No contexto português, são ainda escassas as pesquisas desenvolvidas sobre esta problemática, pelo que desenvolvemos este estudo com o propósito de compreender e debater sobre as formas de acesso e de consumo de notícias pelas crianças, e sobre como estes assuntos as ajudam a conhecer o mundo global e o mundo imediato, próximo do contexto em que estão inseridas. Esta pesquisa coloca, assim, a tónica no lado dos públicos, concretamente nos seus interesses e motivações para o consumo de atualidade, e nos sentidos que constroem sobre esses temas. Metodologicamente, esta investigação envolveu, numa primeira fase, a aplicação de inquéritos por questionário a uma amostra de 690 crianças (entre os 8 e os 12 anos de idade) a frequentar o 4º ano do 1º Ciclo do Ensino Básico (no ano letivo 2013/2014) das escolas do concelho de Paredes, situado no norte do país. Numa segunda fase, optou-se pela realização de seis grupos de foco com uma amostra de 42 crianças selecionada a partir dos participantes no inquérito por questionário. Procurou-se dar voz às crianças, tal como é defendido na Convenção sobre os Direitos da Criança (ONU), considerando as suas opiniões e pontos de vista sobre questões que a todos os cidadãos dizem respeito. Os resultados mostram que a natureza do envolvimento dos públicos mais novos com as notícias é contextualizada em função de variáveis sociodemográficas, do background familiar e do tipo de mediação que aí se pratica, dos interesses e experiências pessoais, e das formas de exposição mediática das notícias. É de salientar que as crianças contactam habitualmente com a atualidade juntamente com os membros da família, embora não demonstrem muito interesse em seguir estes assuntos, uma vez que consideram que estes são feitos “à medida dos adultos”. Apesar disso, estes públicos envolvem-se e emocionam-se com as notícias e criam sentidos sobre a informação e o mundo. Os resultados evidenciam que a informação noticiosa é vista como referência para conhecer esse mesmo mundo, embora as crianças inquiridas mostrem o desejo de contactar com notícias mais adequadas aos seus interesses e às suas capacidades de entendimento. Observa-se, também, que a família é uma das variáveis mais influentes no acesso e no consumo de notícias, e que a escola, em geral, não assume um papel ativo na discussão sobre estes assuntos. De salientar, ainda, o facto de os dados mostrarem que o diálogo com os adultos sobre a atualidade impulsiona o gosto pela informação e pelo mundo e ajuda os mais jovens a compreender os temas mais “sérios” da sociedade, por um lado, e a gerir o impacto e as preocupações que se criam quando contactam com certos assuntos, por outro. Do ponto de vista da literacia mediática, estas questões são salientes, na medida em que reclamam pela implementação de estratégias – em contexto formal e informal - com vista a que as crianças desenvolvam competências que lhes permitam interpretar os significados e lidar com as emoções que decorrem da exposição a certas notícias e, ao mesmo tempo, começar a desenvolver uma postura crítica e esclarecida face aos modos de olhar o mundo propostos pelos media.
The relationship between children and the news has been centered on the contribution of the latter to the socialization of the first, showing that current events are present in the daily lives of the younger, even if children show little or no interest in these matters (Alon-Tirosh & Lemish, 2014; Delorme, 2013; Molen & Konijn, 2007). In the portuguese context, this issue has not been sufficiently studied, so we developed a study in order to understand and discuss ways of access and news consumption by children, but also on how the news help them know the world globally and the most immediate world, concerning the contexts in which they live. The study focuses on the perspective of the public, in particular on their interests and motivations in news media consumption, and the perceptions they develop on these issues. Methodologically, this research started with the application of questionnaires to a sample of 690 children (from 8 to 12 years) attending the 4th grade of the 1st cycle of Basic Education (in the academic year 2013/2014) in the municipality of Paredes, in northern Portugal. In a second phase we carried out focus interviews with six groups in a total of 42 children, selected from the participants in the survey by questionnaire. We gave voice to children, such as advocated by the Convention on the Rights of the Child (UN), which gives children the right to express their opinions and viewpoints on issues concerning every citizens. The results show that the involvement of the younger public with the news is contextualized in terms of socio-demographic variables, family background and the type of mediation that occurs there, but also the interests and personal experiences and the forms of media coverage of news. Children contact with the current events together with family members, but do not show much interest in following the news of those issues as they consider them structured "to adults." Children thrill with the news, create perceptions about information and the world. News is seen as a reference to know that world, but children express their preference for appropriate news, not only to their interests but also to their understanding capabilities. The results indicate that the family is one of the variables that most influence in access to and consumption of news and that the school generally doesn`t assume an active role in the discussion of these issues. The dialogue with adults about the news boosts the pleasure for information and for the world and helps children understand on the one hand, the most "serious” themes of society and on the other hand, to manage the impact and concerns arising from the contact with certain issues. From the point of view of media literacy, these are key issues, insofar as they involve the fulfillment of strategies - in formal and informal context - for children to develop skills to critically interpret the meanings and deal with the emotions that arise from the exposure to certain news and, at the same time, enable them to create a reflexive consciousness of the world that goes beyond the view of the world that is proposed by the media.
TipodoctoralThesis
DescriçãoTese de doutoramento em Ciências da Comunicação
URIhttp://hdl.handle.net/1822/42445
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:DCC - Teses de doutoramento
CECS - Teses de doutoramento
BUM - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Errata tese PSilveira.pdf66,71 kBAdobe PDFVer/Abrir
Ana Patrícia Soares da Silveira.pdf36,12 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis