Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/42386

TítuloA percepção sobre a hipótese do design inteligente no Brasil (Minas Gerais)
Outro(s) título(s)The perception of the hypothesis of intelligent design in Brazil (Minas Gerais)
Autor(es)Silva, Heslley Machado
Carvalho, Graça Simões de
Silva, Paloma Rodrigues
Gibram, Daiana Evilin
Palavras-chaveEvolução
Design inteligente
Education
Education
Evolution
Intelligent design
Data15-Jun-2016
EditoraCentro Universitário de Formiga (UNIFOR-MG)
RevistaConexão Ciência
CitaçãoSilva, H.M., Carvalho, G.S., Silva, P.R. & Gibram, E. (2016). A percepção sobre a hipótese do Design Inteligente no Brasil (Minas Gerais). Revista Conexão Ciência, 11 (1), 61-71
Resumo(s)Este trabalho é um recorte de uma pesquisa mais realizada no Brasil, que fez um paralelo entre um relatório recentemente publicado no Reino Unido, intitulado Rescuing Darwin, que trata de como a população britânica percebe a questão da evolução biológica e temas relacionados. O recorte apresenta e analisa os resultados referentes ao tema do design inteligente. Em ambos os países a maioria dos entrevistados acredita nessa hipótese, com notável penetração no Brasil. A hipótese tem ampla aceitação nos dois gêneros, com leve superioridade no sexo feminino. Entre as principais religiões brasileiras houve grande aceitação entre os evangélicos, seguidos dos católicos e também os espíritas. Analisou-se também a influência do nível de escolaridade. Não há mudança significativa quando se aumenta o grau de escolaridade, sendo que em todos a aceitação da hipótese do design inteligente é alta. A partir dessa percepção, urge discutir como o conhecimento científico é apresentado à população, o grau de compreensão dessa visão e como a população a vê diante da evolução darwinista, tão aceita cientificamente. Por fim, analisa-se como esse quadro é preocupante diante de ações que ocorrem no mundo e no Brasil, que visam alterar o ensino de evolução biológica, substituindo-o por uma abordagem dogmática, com preceitos religiosos que estão dissociados da metodologia científica.
Introduction: This work is part of a larger research carried out in Brazil. It makes a parallel with a recent Great Britain report, entitled Rescuing Darwin, which discusses the British population’s perception about biological evolution and related topics. The present work presents and analyzes the results related to the topic of intelligent design. The majority of respondents of both countries believe this hypothesis, with remarkable penetration in Brazil. The hypothesis has wide acceptance in both sexes, especially in women. Among the major Brazilian religions, the higher acceptance was found among evangelicals, followed by Catholics and spiritualists. The influence of educational level was also analyzed. No significant changes with the level of education were found, and in all levels the acceptance of the hypothesis of intelligent design was high. From this perception, it is urgent to discuss how scientific knowledge is delivered to the population, the degree of people’s understanding of this perspective and how the population sees it face to the scientifically accepted Darwinian evolution theory. Finally, considerations are made about how this picture is disturbing regarding actions that have been occurring worldwide and in Brazil aiming at changing the teaching of biological evolution, wishing to replace it by a dogmatic approach, with religious precepts that are dissociated from the scientific methodology.
Tipoarticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/42386
ISSN1980-7058
Versão da editorahttp://periodicos.uniformg.edu.br:21011/periodicos/index.php/testeconexaociencia/article/view/273
Arbitragem científicayes
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:CIEC - Artigos (Papers)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RevConexaoCiencia_PercepDesignInteligente.pdf545,23 kBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis