Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/42209

TitleEficácia do programa IncARE na sobrecarga dos cuidadores informais de pessoas idosas após um AVC
Other titlesEficacia del programa IncARE en la sobrecarga de los cuidadores informales de personas ancianas después de un AVC
Efficacy of the program IncARE in the burden of informal caregivers of older people after a stroke
Author(s)Araújo, Odete
Lage, Isabel
Cabrita, José
Teixeira, Laetitia
KeywordsCuidadores informais
Pessoas idosas
AVC
Estudo quasi-experimental
Cuidadores informales
Personas ancianas
Estudio casi-experimental
Caregivers
Older people
Stroke
Quasi-experimental design
Issue dateApr-2016
PublisherA Sociedade Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental (ASPESM)
JournalPortuguese Nursing of Mental Health Nursing
Abstract(s)CONTEXTO: Em Portugal o acidente vascular cerebral (AVC) representa a principal causa de incapacidade nas pessoas idosas. Apesar dos avanços nos cuidados de saúde permitirem que mais sobreviventes de AVC vivam no domicílio cuidados pelas famílias, a evidência sugere que os cuidadores sofrem elevados níveis de sobrecarga e insatisfação com a quantidade e qualidade da informação e com o suporte recebido. O estado da arte sugere, ainda, a necessidade da implementação de programas de intervenção psicoeducativa baseados na resolução de problemas e na aquisição de competências práticas, visando a redução do impacte dos cuidados nos cuidadores. OBJETIVO(S): Desenvolveu-se um estudo tendo como objetivos: (1) avaliar as competências práticas dos cuidadores de pessoas idosas sobreviventes de um AVC; e (2) avaliar um programa de intervenção na diminuição de sobrecarga destes cuidadores no 1º (M1) e 3º (M2) mês após a intervenção. METODOLOGIA: O estudo quasi-experimental foi realizado com uma amostra de 174 cuidadores informais de pessoas idosas dependentes sobreviventes de AVC, os quais foram distribuídos pelo grupo experimental (n=85) e pelo grupo controlo (n=89). A investigação decorreu nos domicílios de famílias inscritas em Agrupamentos de Centros de Saúde da região norte. RESULTADOS: Os dados sugerem elevados níveis de sobrecarga no 1º e 3º mês no grupo de controlo, comparativamente com o grupo experimental, no qual se verificou uma diminuição após o follow-up (M2). CONCLUSÕES: Pode concluir-se que os resultados da implementação do programa InCARE corroboram a importância de uma intervenção precoce e estruturada na capacitação e redução da sobrecarga dos cuidadores.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/42209
DOI10.19131/rpesm.0100
ISSN1647-2160
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:ESE-CIE - Artigos em Revistas Internacionais / Papers in International Journals

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Eficacia_do_programa_INCARE-RPESM.pdfPaper8,44 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID