Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/41271

TitleA aula de orquestra como laboratório para a criatividade
Other titlesThe orchestra class as a creative lab
Author(s)Albuquerque, Carina Raquel Trindade de
Advisor(s)Vieira, Maria Helena
KeywordsCriatividade
Processos criativos
Laboratório criativo
Projeto de intervenção
Creativity
Creative processes
Creative lab
Intervention project
Issue date2015
Abstract(s)Ao longo das últimas décadas, vários autores e pedagogos têm vindo a advertir para a necessidade de se dar uma maior ênfase ao desenvolvimento de competências criativas no ensino da música, nomeadamente à capacidade de improvisar e de criar. No entanto, o ensino da música convencional continua a seguir as linhas orientadoras do paradigma do século XIX, promovendo um ideal de formação e de carreira – instrumentistas intérpretes – através da aprendizagem de um conjunto de obras musicais, consideradas artisticamente “superiores”, que fazem parte do nosso legado histórico. Baseada na minha própria experiência empírica, enquanto aluna, professora e violoncelista profissional, verifico frequentemente que os alunos recebem uma formação que lhes permite tornarem-se bons instrumentistas, ficando no entanto por desenvolver outro tipo de competências igualmente importantes, que se prendem com o seu desenvolvimento integral enquanto músicos, nomeadamente ao nível da criatividade, da criação musical, da capacidade de improvisação, de concepção musical e de adaptação a diferentes contextos artísticos. Este Relatório de Estágio descreve o Projeto de Intervenção Pedagógica Supervisionada, desenvolvido no âmbito do Estágio do Mestrado em Ensino da Música da Universidade do Minho. O projeto foi implementado num contexto de aulas de conjunto (aulas de orquestra de cordas) de uma turma de 7º ano de uma escola profissional de música, e teve como principais objetivos: (1) verificar os hábitos criativos dos alunos; (2) promover o desenvolvimento da criatividade musical, através de atividades de criação em tempo real, no contexto de prática instrumental em conjunto; (3) avaliar o impacto das atividades desenvolvidas no contexto. Através da análise dos dados recolhidos ao longo do projeto de intervenção pedagógica, foi possível concluir que, à medida que vão crescendo, e quantas mais influências recebem do contexto de aprendizagem no qual estão inseridos, os alunos vão perdendo os hábitos criativos que tinham naturalmente quando eram mais jovens, adotando uma postura mais rígida, “séria” e convergente, relativamente à sua aprendizagem. Após a intervenção, verificou-se que os alunos consideraram as atividades desenvolvidas não só divertidas, mas também significativas e libertadoras, o que sugere que haveria benefício em cultivá-las mais em contexto escolar.
Over the past decades, several authors and educators have come to draw the attention to the need to emphasise the development of creative skills in music education, which includes the ability to improvise and to create. However, the conventional music education programmes continue to follow the guidelines of the 19th Century paradigm, promoting an ideal of training and career – interpreters instrumentalists – by learning a set of musical works, considered artistically superior, which are part of our historical legacy. Based on my own empirical experience as a student, teacher and professional cellist, I often observe that despite the fact that students receive a training which allows them to become proficient instrumentalists, they never get to develop other equally important skills, which relate to their integral development as musicians, particularly in terms of creativity, musical creation, improvisation, musical conceptualization and adaptation to different artistic contexts. This internship report describes the intervention project, which was developed within the scope of the practicum of the Teacher Training Practice Component of Minho University Master Programme in Music Teaching. The project was implemented in a string orchestra class, constituted by 7th grade students of a specialist music school. Its main goals were: (1) to verify students’ creative habits; (2) to promote the development of musical creativity through creative activities, in the context of instrumental group practice; (3) to assess the impact of the activities on the students. By analysing the data collected during the project, one can conclude that students used to have natural creative habits as young children, but they start to loose them as they grow older and get gradually more exposed to influences from the learning context, becoming more stern and convergent with respect to their learning process. After the intervention, it was observed that students considered the activities developed not just fun, but also meaningful and liberating, which suggests that their implementation in schools would be beneficial.
TypeMaster thesis
DescriptionRelatório de estágio de mestrado em Ensino da Música
URIhttp://hdl.handle.net/1822/41271
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carina Raquel Trindade de Albuquerque.pdf3,27 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID