Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/41046

TitleVelhas e novas drogas: impactos da toxicodependência: estudo de caso na cidade de Braga
Author(s)Miranda, Liliana Pinto
Advisor(s)Padilla, Beatriz
KeywordsDrogas
Toxicodependências
Teorias sociológicas
História políticas públicas
Drugs
Drug addiction
Sociological theories
History and social policies
Issue date2015
Abstract(s)O consumo de drogas, enquanto dependência socialmente relevante, é um fenómeno social total, na medida em que a ‘droga’ abrange várias dimensões da realidade, é decorrente de um negócio lucrativo com negativas consequências para os toxicodependentes e possui uma grande variedade de significados, nomeadamente para quem as consome. O termo ‘droga’ remete para um elevado número de substâncias com distintos efeitos sobre as perceções, pensamentos ou emoções e com diferente capacidade para produzir dependência. A toxicodependência é vista como um problema social e um desvio comportamental que afecta há algumas décadas a sociedade portuguesa, em que sobressaem em particular adolescentes e jovens consumidores, os quais constituem o objeto central desta dissertação. Nesta tese, após uma introdução ao problema e suas diversas dimensões, é feita no capítulo 2 uma revisão do estado da arte no campo das ciências sociais e, em particular, um enquadramento teórico na sociologia. Para tal são expostos e confrontados os diversos olhares, interpretações e explicações do fenómeno da toxicodependência: a visão estruturo-funcionalista, as abordagens (neo)weberiana e interaccionista simbólica, a perspectiva (neo)marxista e, por fim, a busca de uma explicação de ordem pluricausal. Seguidamente no capítulo 3 é feita uma reflexão sobre modernidade e globalização, tendo todavia presente que o conhecimento das drogas, bem como a sua história, evoluiu em paralelo com a história da humanidade, já que desde sempre fizeram parte das relações sociais, de diversas culturas e até religiões. Neste capítulo focaliza-se contudo um breve olhar histórico à evolução da droga a nível mundial, europeu e nacional. No capítulo 4 é feita uma exposição sucinta das políticas públicas sobre o consumo da droga a nível mundial e a nível nacional – as quais se pautaram entre a repressão e criminalização à regulamentação, descriminalização ou mesmo legalização, sendo analisado mais em detalhe o caso português. Com a presente dissertação pretende-se contribuir para a compreensão da alteração dos padrões de consumo de drogas que se registam na atualidade. Esta investigação versa sobre o início e trajectos dos consumos de drogas e representações sociais dos toxicodependentes, nomeadamente jovens, sobre as drogas. Considerando este objecto de pesquisa empírica, foi estabelecida e desenhada no início do capítulo 5 uma estratégia de pesquisa, em que se apontaram os objectivos e delinearam os diversos métodos e técnicas utilizadas de ordem quantitativa (vg. inquérito) e qualitativa (vg. a entrevista semiestruturada, a história de vida). Foram realizados 50 inquéritos a toxicodependentes, quer em contexto institucional da Cruz Vermelha e do Centro de Atendimento a Toxicodependentes (CAT), quer na rua, entre os quais alguns sem abrigo. Com este projecto de investigação foi possível obter um conhecimento mais apurado sobre o consumo de drogas em Braga, tendo sido possível descortinar as motivações que movem os consumidores e os significados atribuídos ao consumo das drogas. Foi feita no capítulo 6 uma caracterização socio-demográfica da população inquirida: predominam pessoas do sexo masculino sobre o feminino (80% vs 20%), 73 são solteiros e 78% vivem em união de facto, pertencem maioritariamente a escalões etários entre 18 e 34 anos, com habilitações literárias entre 4º ano e 12º ano, são provenientes de sectores da restauração, construção e mecânica mas 2/3 desempregados, reformados e com baixa médica. No capítulo 7 são evidenciados os processos de iniciação, percursos e dependências no uso das drogas por idade, sexo, qualificações e sector profissional; as formas de administração das drogas, predominando a fumada, as substâncias psicoactivas mais consumidas, destacando-se o haxixe, a cocaína e a heroína, os diversos locais de consumo, mas sendo minoritárias as partilhas de material; e, por fim, no capítulo 8 são analisados os casos de toxicodependentes doentes, as estratégias para a abstinência e formas de tratamento. Pelos resultados obtidos pode concluir-se que a toxicodependência afeta pessoas de diversas classes sociais e idades, embora com predomínio de jovens masculinos e sem abrigo. A intervenção social com utilizadores problemáticos de drogas em contextos de reinserção, enquanto fenómeno contemporâneo complexo e multidimensional, requer uma rutura com o paradigma tradicional e exige novas abordagens articuladas. Com este estudo pretende-se dar um contributo para o conhecimento e a compreensão deste fenómeno por forma a contribuir para uma mudança de paradigma de intervenção com esta população.
The consumption of drugs, while dependence socially relevant, is a total social fact in so far the 'drug' encompasses various dimensions of reality, is due to a lucrative business with negative consequences for drug users and has a variety of meanings, including who consumes. The term 'drug' refers to a large number of substances with different effects on the perceptions, thoughts or emotions and with different capacity to produce dependency. Drug addiction is seen as a social problem and as a behavioral deviation affecting sinds some decades ago the Portuguese society, in which stand out in particular teenagers and young consumers, which constitute the central object of this dissertation. In this thesis, after an introduction to the problem and its various dimensions, is made in Chapter 2 a review of the state of the art in the field of social sciences and, in particular, a theoretical framework in sociology. For such are exposed and faced the various perspectives, interpretations and explanations of the phenomenon of drug dependence: the structural-functionalist view, the (neo)weberian and symbolic interactionist approaches, the perspective (neo)Marxist perspective and, finally, the search for an explanation of pluricausal order. Then in Chapter 3 is made a reflection on modernity and globalization, having in mind that this knowledge of drugs, as well as its history, evolved in parallel with the history of mankind, since it has always been part of social relations, of diverse cultures and even religions. This chapter focuses however on a brief historical look at the evolution of the drug worldwide, European and national levels. In Chapter 4 is made a brief exposure of public policies on drug consumption at the global and national level – which are guided between repression and criminalization to regulation, decriminalization or even legalization, being analyzed more in detail the Portuguese case. In this dissertation is intended to contribute to the understanding of the changing patterns of drug use that there are today. This research focuses on the beginning and trajectories of drug consumption and social representations of drug users, particularly young people, about the drugs. Considering this subject of empirical research, it was established and designed at the beginning of Chapter 5 a research strategy, in which it pointed out the objectives and outlined the various methods and techniques of quantitative order (vg. survey) and qualitative (vg. the semi-structured interview, life story). 50 questionaries were carried out, both in institutional context of the Red Cross and the Drug Treatment Center (CAT) or on the street, including some without shelter. With this research project was possible to obtain a more accurate knowledge about drug use in Braga city, having been possible to uncover the motivations that move consumers and the meanings attributed to the consumption of drugs. In Chapter 6 is made a socio-demographic characterization of the survey population: male people predominate (80% vs 20%), 73% are singles, 78% of whom live in cohabitation, prevail age groups are between 18 and 34 years old, with qualifications between fourth and 12th grade, mostly (2/3) from catering sectors, construction and mechanics but unemployed, retired and with medical. In Chapter 7 are evidenced initiation processes, pathways and dependencies in the use of drugs by age, sex, qualifications and professional sector; the forms of drug administration, where the smoked, the more consumed psychoactive substances, including cannabis, cocaine and heroin, the various consumer places, being a minority that shares material. And, finally, in Chapter 8 are analyzed the cases of drug users patients, abstinence strategies and forms of treatment. By the results obtained it can be concluded that drug addiction affects people of different social classes and ages, though with a predominance of male youth and homeless. Social intervention with problematic drug users in rehabilitation settings, while contemporary complex and multidimensional phenomenon, requires a rupture with the traditional paradigm and requires new and articulated approaches. With this study we intend to make a contribution to the knowledge and understanding of this phenomenon in order to contribute to a paradigm shift in intervention with this population.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Sociologia (área de especialização em Organizações e Trabalho)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/41046
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Liliana Pinto Miranda.pdf2,57 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID