Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/40481

TitleLiteratura russa em Portugal: das vias de difusão aos sentidos de receção: o caso de Leão Tolstói
Other titlesRussian literature in Portugal: from diffusion to reception: the case of Leo Tolstoy
Author(s)Machado, Nadejda Ivanovna Nagovitsina
Advisor(s)Keating, Maria Eduarda
Netchaeva, Ksenia
KeywordsRússia
Portugal
Interculturalidade
Literatura
Estudos de tradução
Teoria de polissistemas
Leão Tolstói
Guerra e paz
Interculturality
Literature
Translation studies
Theory of polysystems
Leo Tolstoy
War and peace
Issue date14-Dec-2015
Abstract(s)O universo do imenso império dos czares constituiu durante longo tempo, e ainda hoje em parte permanece, uma espécie de um lugar misterioso para todo o ocidente. As relações entre os dois lados eram limitados e pouco frequentes. A situação geográfica portuguesa, no extremo ocidental da Europa, potenciou particularmente esta situação. Todavia, e curiosamente, começaram cedo as relações entre a Rússia e Portugal. Do longo e vasto caminho que percorremos e que apontámos, fazemos sobressair alguns nomes de entre muitos focados: o do ilustrado médico português Ribeiro Sanches, que entrou em vários segmentos na história da Rússia; o daquele que se assumiu sem peias como discípulo do grande Tolstói, o literato Jaime de Magalhães Lima; o do ensaísta e literato António Quadros; e o de um russo residente na Madeira de nome Vakcel. Quanto aos campos escolhidos para análise, demos relevância às memórias de viagens, à imprensa periódica e a um importante estudo escrito do século XIX, em português, sobre a literatura russa. Queremos percorrer um pouco destas relações para melhor entender a importância e os modos do que constitui o núcleo central do nosso percurso: por um lado, proceder à hermenêutica, situar, estabelecer fronteiras e entender os ecos recetivos da literatura russa em Portugal convergindo para o caso de um dos mais notáveis nomes da literatura mundial com incidência relevante numa das suas obras. Falamos do nome de Leão Tolstói e do seu romance-epopeia Guerra e paz; por outro, percorrer uma parte do universo das traduções para a língua portuguesa desta obra através de uma abordagem contrastiva com assento em teorias modelares no sentido de fazer sobressair o funcionamento e as vicissitudes dessas traduções no contexto português de chegada, quer na situação de traduções diretas quer de traduções mediadas através da língua francesa. Para o nosso estudo de caso de Guerra e paz partimos de uma perspetiva comunicativo-funcional que nos permitiu analisar os fatores comunicacionais envolvidos na comunicação intercultural de culturas e línguas muito diferentes e específicas. Desta forma, partimos, em primeiro lugar, da abordagem semiótica de Mikhail Bakhtin e Iúri Lotman, bem como da teoria de polissistemas de Itamar Evan-Zohar. Isso permitiu-nos analisar o comportamento das traduções no polissistema de chegada. Paralelamente, a teoria comunicativo-funcional permitiu-nos realizar a análise do processo comunicacional entre as duas culturas em foco. Estas duas vias eram as que, a nosso ver, mais adequadas se apresentavam para a realização do caminho escolhido, face às características poéticas da obra tolstoiana e às estratégias adotadas pelos tradutores portugueses na resolução dos problemas das traduções realizadas. O caráter inovador da literatura russa em geral, bem como a importância das obras tolstoianas em particular para a literatura e cultura portuguesas, fica claramente demonstrado através do múltiplo material recolhido e analisado ao longo do todo o trabalho. As abundantes traduções portuguesas das obras tolstoianas, mesmo sendo mais tardias do que nas outras línguas da Europa Ocidental, foram, de facto, indicadores evidentes da importância deste autor russo para o polissistema cultural e literário português.
To the West, the vast empire of the tsars has for a long time been, in part or in whole, a mysterious place. The relationship between Russia and Portugal was limited and sporadic. Portugal’s geoposition on the edge of Western Europe facilitated this situation. However, and interestingly, relations between the two countries began early. A few names among many possible ones that are emblematic of the relationship will be highlighted: that of the illustrious doctor Ribeiro Sanches, who appears at various times in Russian history; that of the confessed disciple of the great Tolstoy, Jaime de Magalhães Lima; that of António Quadros, man of letters; and that of a Russian living in Madeira by the name of Vakcel. Travel memoires, the press and an important nineteenth-century written study concerning Russian literature, in Portuguese, will be analysed. The objective of this thesis is to explore the aforementioned relations in order to better understand the importance and customs of the nuclei of this study; on the one hand, proceeding to the hermeneutics, to situate and establish boundaries and to perceive the reception of Russian literature in Portugal, concentrating on the case of one of the most notable names of world literature, namely Leo Tolstoy and his epic romance War and Peace. On the other hand, examining some of the translations into Portuguese of this work in a contrastive methodology based on modular theories, so as to highlight the workings and vicissitudes of the translations in the context of Portuguese as target language, whether in direct translations or translations via French. For the case study War and Peace a communicational-functional perspective was taken that allowed an analysis of the communicational factors involved in the inter-cultural communication of diverse cultures and languages. Thus, firstly we start from the semiotic analysis of Mikhail Bakhtin and Iúri Lotman, as well as the polisystems theory of Itmar Evan-Zohar. This enabled an analysis of the behavior of the translations in the receiving polisystem. In parallel, the theory of communicational-function allowed an analysis of the communicational process between the two cultures under study. These two approaches were considered to be the best suited to achieve the designated objective, given the poetical characteristics of Tolstoy’s work and the strategies adopted by Portuguese translators to overcome translation difficulties, for instance strategies of readability and adaptation. The innovative character of Russian literature in general, as well as the importance of Tolstoy’s work especially for Portuguese literature and culture, is clearly shown through the large amount of material collected and analysed throughout the thesis. The many Portuguese translations of Tolstoy, even if later than those of other Western European languages, were, in fact, evident indications of this Russian author’s importance to the Portuguese cultural and literary polisystem.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de Doutoramento em Ciências da Literatura (área de especialização em Literatura Comparada).
URIhttp://hdl.handle.net/1822/40481
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
CEHUM - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Nadejda Ivanovna Nagovitsina Machado.pdf5,17 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID