Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/39880

TitleFlow cytometry analyses of calcification propensity
Other titlesPropensão de calcificação analisada por citometria de fluxo
Author(s)Carmo, Ana Luísa da Silva
Advisor(s)Jahnen-Dechent, Wilhelm
Gama, F. M.
Issue date2015
Abstract(s)Vascular and soft tissue calcification is a major health problem, contributing to cardiovascular morbidity and mortality in both the general population and chronical kidney disease (CKD) patients. The presence of fetuin-A in serum inhibits calcification by binding to calcium phosphate. This complex is called calciprotein particles (CPPs). There is a test, using the nephelometer, to measure the overall calcification propensity (T50) of serum, analysing the CPPs ripening process. The present dissertation aimed to determine the calcification risk using a flow cytometer. For that, fetal calf serum and human serum were tested on the nephelometer and on the flow cytometer. The CPPs formation was achieved adding calcium and phosphate to serum. In addition, for flow cytometry analysis, it was also added calcein (fluorochrome) to the mixture. Furthermore, the influence of temperature on the transition time from primary to secondary CPPs was tested. Finally, the possibility to determine the calcification propensity on microfluidic devices, using two different channels - with 0,5 mm height or with 1 mm was tested. It was observed that FACS can determine the transition time from primary to secondary CPPs and calcein has no influence on the crystals formations. Higher temperatures decreased the transition time, but had no influence on the CPPs properties. The trials carried out on the microfluidic devices showed that it is possible to measure the T50 and the volume does not seems to influence the estimated value. Taken together, this study demonstrate that it is possible to use flow cytometry to analyse calcification propensity, but only using the side scatter results. Also it shows that increasing the temperature accelerates the CPPs ripening. Finally, it has been shown that a microfluidic device allows the estimation of the T50 value.
A Calcificação vascular e dos tecidos moles é um importante problema de saúde que, contribui para a morbidade e mortalidade cardiovascular, tanto na população em geral como em doentes crónicos renais. A presença de fetuína-A no soro inibe a calcificação, ligando-se ao fosfato de cálcio. O complexo formado é chamado de calciproteinas. Para medir a propensão global de calcificação, existe um teste usando o nefelómetro através da análise do processo de amadurecimento das calciproteinas. A presente dissertação teve como objetivo determinar o risco de calcificação usando a citometria de fluxo. Para isso, foram testados soro fetal bovino e soro humano usando o nefelómetro e o citómetro de fluxo. A formação das calciproteinas foi conseguida adicionando cálcio e fosfato ao soro. Além disso, para a citometria de fluxo, também foi adicionada calceína (fluorocromo) à mistura. Foi ainda testada a influência da temperatura sobre o tempo de transição de calciproteinas primárias para secundárias. Finalmente, testou-se a possibilidade de determinar a propensão calcificação em microdispositivos, utilizando dois dispositivos diferentes, com 0,5 mm de altura e com 1 mm. Observou-se que a citometria de fluxo pode ser usada para determinar o tempo de transição de calciproteinas primárias para secundárias e a calceína não tem influência na formação de cristais. O aumento da temperatura mostrou uma diminuição no tempo de transição, mas sem influência nas propriedades das calciproteinas. Os resultados obtidos a partir dos microdispositivos mostraram que é possível medir o tempo (T50) nestes e o volume não parece influenciar o T50. Concluindo, este estudo demonstra que é possível a utilização de citometria de fluxo para analisar o risco de calcificação, mas apenas utilizando os resultados do laser de dispersão lateral. Também mostra que com o aumento da temperatura a maturação das calciproteinas é mais rápida. Relativamente ao microdispositivo, é possível medir o risco de calcificação.
TypemasterThesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Engenharia Biomédica (área de especialização em Engenharia Clínica)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/39880
AccessopenAccess
Appears in Collections:CEB - Dissertações de Mestrado / MSc Dissertations
BUM - Dissertações de Mestrado Integrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Luísa da Silva Carmo.pdf5,87 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis