Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/397

TítuloRanking Gávea / inter.face 2002: qualidade da presença na internet das câmaras municipais
Autor(es)Santos, Leonel Duarte dos
Amaral, Luís
Palavras-chaveE-government
Câmaras municipais
Internet
Web site
Estudo
Avaliação
Data2003
EditoraLetra Inicial
CitaçãoSANTOS, Leonel Duarte dos ; AMARAL, Luís Alfredo Martins do – “Ranking Gávea /inter.face 2002 : qualidade da presença na Internet das câmaras municipais”. Lisboa : Letra inicial, cop. 2003. ISBN 972-98921-3-X.
Resumo(s)Depois do impacto do primeiro estudo “A presença das câmaras municipais portuguesas na Internet”, desenvolvido pelo Gávea e publicado em 2001 pela inter.face – Administração Pública, decidiu-se pela realização de uma segunda edição aumentando o âmbito da avaliação e o grau de exigência, que permitisse uma análise qualitativa sobre as várias componentes que suportam a presença das câmaras municipais na Internet. Assim, na segunda edição do estudo, publicada em 2003, foram avaliadas a totalidade das câmaras municipais portuguesas em domínios como a presença na Internet, a utilização do correio electrónico e a caracterização da infra-estrutura tecnológica. Simultaneamente pretendia-se avaliar a maturidade dos web sites das câmaras municipais, tendo por base os quatro níveis do governo electrónico. Ou seja, um modelo de avaliação assente no nível de serviços disponibilizados ao cidadão em formato digital na web e no seu nível de integração com os processos internos de suporte, culminando no presente estudo sobre a Qualidade da Presença na Internet das Câmaras Municipais – Ranking Gávea / Inter.face 2002, os quais foram suportados no Guia de Boas Práticas na Construção de web sites da Administração Directa e Indirecta do Estado. A publicação do ranking visa principalmente identificar o grau de maturidade do governo electrónico local e simultaneamente dar visibilidade ao trabalho que nas autarquias é feito por muitas pessoas anónimas que, com muito esforço pessoal, são o garante do desenvolvimento tecnológico das suas instituições. Passados quatro anos do primeiro estudo muita coisa mudou no nosso quotidiano, no país e no mundo, no entanto julgamos que no governo electrónico local as coisas não mudaram tanto quanto se esperava e seria desejável. Acreditamos, contudo, que os trabalhos que temos desenvolvido, têm ajudado a conhecer mais profundamente e com maior precisão a realidade e, com isso, temos ajudado à definição de estratégias que contribuem para um desenvolvimento mais rápido e seguro do governo electrónico em Portugal. Estamos convictos que a divulgação deste ranking além de permitir reconhecer o trabalho de todos aqueles que tem participado no desenvolvimento do governo electrónico nas autarquias, ajudará também a estimular cada uma das autarquias a investirem cada vez mais no governo electrónico para bem dos seus munícipes e das próprias autarquias. O desafio a cada uma das câmaras municipais é que nas próximas avaliações consigam que o seu esforço e investimento se repercutam em níveis de maturidade cada vez mais elevados.
Tipobook
URIhttp://hdl.handle.net/1822/397
ISBN972-98921-3-X
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:DSI - Sociedade da Informação

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ranking2002.pdf4,21 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis