Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/39672

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlves, M. I. Caetanopor
dc.contributor.advisorMatos, João Manuel Xavier depor
dc.contributor.authorFaria, Ricardo Alfredo da Silvapor
dc.date.accessioned2016-01-26T09:56:15Z-
dc.date.available2016-01-26T09:56:15Z-
dc.date.issued2015-
dc.date.submitted2015-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1822/39672-
dc.descriptionDissertação de mestrado em Geociências (área de especialização em Valorização de Recursos Geológicos)por
dc.description.abstractEste trabalho apresenta um estudo palinostratigráfico de dois sectores distintos da Zona Sul Portuguesa, contribuindo para melhorar o conhecimento cronostratigráfico das diferentes formações geológicas aí encontradas. Foram selecionadas 22 amostras de rochas colhidas ao longo de cortes geológicos localizados no decurso da estrada municipal que une Martinlongo a Vaqueiros (região norte do Algarve, concelho de Alcoutim), e 16 amostras de rochas colhidas numa região designada por Malhadinha, situada a norte da povoação de Alvares, concelho de Mértola, Alentejo. O sector Martinlongo-Vaqueiros localiza-se na região meridional da Formação Mértola (Grupo Flysch do Baixo Alentejo) próximo do seu contato com a Formação Mira, assinalado por níveis de goniatites junto a Vaqueiros. As amostras de xistos provenientes deste sector revelaram-se muito incarbonizadas como resultado de episódios geológicos, observados na região, como cavalgamentos de dimensão regional e intenso metamorfismo regional, que não favoreceram a preservação de matéria orgânica e consequente impossibilidade de observação de palinomorfos ao microscópio. Apesar desta condicionante, durante o procedimento laboratorial de preparação das amostras palinológicas, para estudo e identificação de palinomorfos, foram observadas as espécies-chave Raistrickia nigra e Savitrisporites nux caracterizando respetivamente a biozona NL e SL, confirmando resultados palinológicos anteriormente realizados para esta fácies na Formação Mértola, correspondendo a uma idade Viseano superior médio. Contudo, devido à falta de uma associação de miosporos adequada que complete a assinaturas palinológica, não é possível afirmar com exatidão a biozona a que pertencem estes microfósseis. Na região de Vaqueiros foi ainda realizado um estudo de nódulos, presentes em xistos argilosos, contendo macrofósseis de goniatites, pertencentes ao horizonte fossilífero observado ao longo dos afloramentos. De todos os nódulos colhidos foram selecionados 8, dos quais em 4 foram realizadas lâminas delgadas para estudos petrográficos. Os nódulos, de uma maneira geral, apresentavam moldes internos de restos de goniatites, mas devido ao seu mau estado de preservação os estudos não foram continuados. Foi ainda submetido a análise por Rios-X uma mineralização de cor amarelo – ocre encontrado num xisto colhido juntamento com os nódulos, identificou-se minerais secundários característicos de alterações hidrotermais ou de metamorfismo de baixo grau. O sector Malhadinha insere-se no Ramo Norte da Faixa Piritosa Ibérica. O estudo palinostratigráfico desta região foi associado à cartografia geológica em curso pelo LNEG e até à data ainda não editada (carta 1/50 000 Almodôvar, Fl. 46-C). As amostras colhidas e estudadas encontram-se divididas pelas formações Barranco do Homem, Filito-Quartzítica e Freixial, não tendo sido recolhidas para estudo amostras no Complexo Vulcano- Sedimentar e na Formação de Mértola. Na Formação Barranco do Homem, anteriomente estudada do ponto de vista palinostratigráfico sem resultados positivos, foi possível identificar uma associação de miosporos da biozona VH, de idade Famenniano, idêntica à idade de referência da Formação Filito-Quartzítica. Os resultados obtidos no presente trabalho indicam que a Fm. Barranco do Homem poderá corresponder a uma variação lateral de fácies da Fm. Filito-Quartzítica. Amostras da Formação Freixial forneceram, na região da Malhadinha, uma associação de miosporos da biozona NL do Viseano superior médio, confirmando as idades obtidas em estudos anteriores neste e noutros setores da Zona Sul Portuguesa. As amostras apresentam ainda uma intensa remobilização de palinomorfos com idades mais antigas, respectivamente, de idades Famenniano e Tournaisiano. O estudo palinostratigráfico realizado na região da Malhadinha permite apoiar em detalhe os modelos geológicos identificados durante os levantamentos geológicos aqui realizados pelo LNEG.por
dc.description.abstractThis thesis presents a palinostratigraphic study of two distinct sectors of the South Portuguese Zone, the Martinlongo-Vaqueiros and Malhadinha areas, contributing to improve the chronostratigraphic age knowledge of the different geological formations observed and studied. Twenty two rock samples were selected in several geological cross-sections identified along the municipal road between Martinlongo and Vaqueiros, a region located in the north of Algarve province, Alcoutim municipality. Sixteen samples were collected in the Malhadinha region located north of the village of Alvares, Alentejo province, Mértola municipality. Located in the southern area of the Mértola Formation (Baixo Alentejo Flysch Group), the Martinlongo- Vaqueiros sector is marked by goniatites horizons, located near the contact with the Mira Formation (Baixo Alentejo Flysch Group). Samples from this sector proved to be very dark and incarbonized as a result of geologic episodes, observed in the region, characterized by thrust dominated tectonics and intense metamorphism. This geological setting is not favorable to palinomorphs preservation. Despite this limitation, during the laboratory procedures and palynological sample preparation it was possible to identify the key-species Raistrickia nigra and Savitrisporites nux, dating successively the NL and SL biozones, of Upper Visean age, confirming other palynological results obtained for the Mértola Formation. At the Vaqueiros area a complementary study was performed, in shales with abundant nodules, locally with macrofossils (goniatites remains). Of all the collected nodules, eight were selected for study, and four were prepared for petrographic and X-Ray analysis. The Malhadinha sector is part of the Northern Branch of Iberian Pyrite Belt. The palinostratigraphic study of this region is a complementary research of the geological mapping surveys performed by LNEG, unplublished to present date (Almodôvar 1/50 000 scale map, Fl. 46-C). The rock samples selected to palynostratigraphic study were collected in outcrops located at the Barranco do Homem, Phyllite- Quartzitic (PQ) and Freixial formations. The Volcano-Sedimentary Complex and Mértola Formation sediments were not sampled. The Barranco do Homem Formation, studied before by palinostratigraphy, without positive results, presents for the first time a miospore assemblage assigned to the VH biozone, with the same age as the PQ Formation. This results obtained for the Barranco do Homem Formation, suggests that this unit could correspond to a lateral facies variation of the PQ Formation. The Freixial Formation presents miospores assemblages assigned to the middle upper Viséan age, NL biozone, confirming the ages obtained in previous studies performed in other South Portuguese Zone sectors. It also presents an intense remobilization of palynomorphs with older ages, respectively of Famennian and Tournaisian age.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.titleEstudo palinostratigráfico dos sectores Martinlongo-Vaqueiros e Malhadinha da Faixa Piritosa Ibérica: enquadramento geológico e paleogeográficopor
dc.typemasterThesispor
dc.identifier.tid201258099-
dc.subject.fosCiências Naturais::Ciências da Terra e do Ambientepor
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
CCT - Dissertações de Mestrado/MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_RicardoASilvaFaria.pdf11,53 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID