Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/39019

TítuloJosé Anastácio da Cunha e a criação da Casa Pia de Lisboa
Outro(s) título(s)José Anastácio da Cunha and the foundation of Casa Pia de Lisboa
Autor(es)Duarte, António Leal
Figueiredo, Fernando B.
Ralha, Elfrida
Palavras-chaveMatemática
Reforma Pombalina
Casa Pia de Lisboa
José Anastácio da Cunha
18th Century
Mathematics
Pombal's reform
DataNov-2015
EditoraSociedad Española de Historia de las Ciencias y de las Técnicas
Resumo(s)As modernas ideias científicas e tecnológicas da Europa mais desenvolvida transpoem fronteiras e institucionalizam-se em Portugal com a denominada Reforma Pombalina da Universidade de Coimbra (1770-72), no reinado de D. José. Mais: não só chega a Portugal o pensamento moderno da época como, antecipando a reforma do ensino universitário no resto da Europa, o ensino universitário português faz uma aposta clara nas ciências matemáticas, físicas e naturais, bem como num ensino experimental/laboratorial. Anos mais tarde, no reinado de D. Maria, surgem outros projectos educativos e científicos igualmente modernos tais como o da criação de uma Academia Real da Marinha (1779) ou o de uma Academia Real das Ciências (1779) e idealiza-se um projeto, porventura, ainda mais revolucionário: o da criação de uma instituição de ensino – também de ciências ditas superiores – destinada, na sua génese, a orfãos e desvalidos à qual se chamou Casa Pia de Lisboa (1780), e que alguns autores reportam como sendo uma “universidade plebeia”. Com base em documentação autógrafa, ainda inédita, recentemente descoberta nos Fundos Setecentistas do Arquivo da Casa de Mateus, exploraremos o papel fundamental que José Anastácio da Cunha (1744-1787) – militar, matemático e poeta – desempenhou na concepção do Plano de Estudos para a instituição; em particular para o colégio de S. Lucas, consagrado às classes científicas.
Pombal's Reform of the Liniversity, in Coimbra (1772) took place in lhe reign of D. José and, with it, the scientific and technological ideas of the modern Europe were institutionalized in Portugal. This Reform, which occurs some decades before a reformation movement that later will take place in the rest of the Universities in Europe, makes a clear cornmitrnent to mathematical, physical and natural sciences as can be seen in the University experimental/Iaboratory syllabus design. Some years after, already in the reign of Queen Mary, some other modern educational and scientific educational projects were established, narnely the Royal Academy of the Navy (1779) and the Royal Academy of Sciences (1779). At this sarne time a project, perhaps even more revolutioriary, was also conceived: the creatiori of a scientific and technical institution for education of young orphans and marginalized people: the Casa Pia de Lisboa (1780), which some authors report as a "plebeian university". In this paper based on unpublished autographic documentation recently discovered in the archive of Casa de Mateus, we wiU explore the key role played by José Anastacio da Cunha (17441787) -military, mathematician and poet- who designed the educational syllabuses of Colégio de S. Lucas, the school that, in Casa Pia, was devoted to the scientific classes.
TipoconferencePaper
URIhttp://hdl.handle.net/1822/39019
Arbitragem científicayes
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:CMAT - Comunicações com arbitragem/Communications with refereeing

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
SEHCYT_ElfridaRalha&al__JAC_CasaPiaLisboa.pdf4,15 MBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis