Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/39002

TitleFinanciamento público e produtividade das empresas portuguesas
Author(s)Silva, Fábio Miguel Nunes da
Advisor(s)Barbosa, Natália
KeywordsEmpresa
Financiamento público
Apoios governamentais
Produtividade do trabalho
Firm
Public grants
Government support
Labor productivity
Issue date2015
Abstract(s)O financiamento público é um mecanismo político e económico que tem sido muito utilizado quer por países industrializados, quer por países em vias de desenvolvimento, com o objetivo de promover a produtividade das empresas e, consequentemente, o crescimento económico. Contudo, diversos autores da literatura relevante internacional (Lee, 1996; Girma et al., 2006 e Criscuolo et al., 2012), entre outros, têm lançado a seguinte questão: as empresas que recebem financiamento público apresentam ou não aumentos de produtividade? Neste sentido, no presente trabalho de investigação foram colocadas duas questões: quais as características das empresas que obtiveram financiamento público? As empresas que receberam estes apoios apresentaram ganhos de produtividade? Para dar prosseguimento ao presente trabalho de investigação, pioneiro no caso de Portugal, foram recolhidos e considerados dados da indústria transformadora portuguesa do período entre 2006-2013. Assim, como resposta à primeira questão de investigação, através de testes estatísticos à igualdade das médias, conclui-se que as empresas que receberam financiamento público apresentam uma dimensão e experiencia de atuação no mercado maiores em relação às empresas que não receberam os referidos apoios. Para responder à segunda questão de investigação, isto é, procurar determinar se as empresas que receberam financiamento público registaram ganhos de produtividade, recorreu-se a dois modelos econométricos, concluindo-se que as empresas que receberam estes apoios viram aumentados os seus níveis de produtividade.
Public grants are a political and economic mechanism that has been used by both industrialized countries and by developing countries with the purpose of firms productivity and, therefore, economic growth. However, many authors (e. g., Lee, 1996; Girma et al., 2006; Criscuolo et al., 2012), have released a key question: are the firms that receive public grants increasing their productivity or not? In this respect, two questions were placed in the following research work: what are the characteristics of firms receiving public grants? Do firms receiving public grants increase their productivity? To proceed with this study, to the best of our knowledge, the first one in Portugal, portuguese manufacturing industry data from 2006-2013 was gathered and analyzed. Thus, through statistical tests we can conclude that firms who receives public grants show a higher dimension and market's experience than those who didn't receive any grants. In order to answer the second research question that is to determine whether there are productivity gains raised from public grants, two econometric models were estimated. The conclusion was that firms who received these grants registered a gain in their productivity.
TypemasterThesis
DescriptionDissertação de mestrado em Economia Industrial e da Empresa
URIhttp://hdl.handle.net/1822/39002
AccessopenAccess
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fábio Miguel Nunes da Silva.pdf2,21 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis