Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/38457

TitleChanges in institutional governance and management of higher education in Laos: National University of Laos
Author(s)Chaphichith, Xayapheth
Advisor(s)Lima, Licínio C.
KeywordsGovernance
Higher education
Institutional and socio-economic changes
Higher education politics
Organization restructuring
Governação
Educação superior
Mudanças institucionais e socioecnómicas políticas de educação superior
Reestruturação organizacional
Issue date7-May-2015
Abstract(s)This study uses a combination of qualitative research methods in designing the research to collect data, examine, explore, analyze, and interpret the case. The perspectives of organizational theories in higher education, such as bureaucratic, collegial, political, and organized anarchy models, are reviewed and applied as the study’s theoretical guideline. The domains of the university affairs, such as administrative, financial, academic, and cooperative affairs are used as a core impetus tool to exemplify the analysis and interpretation of the whole study. The study uses two types of data collection at each level of higher education system: documentary data and semi-structured interviews as a tool to search for data sources of evidence. By a thorough research, it is revealed that the transition of socio-economy development by the introduction of New Economic Mechanism, in 1986, became a driving force of structural changes of higher education system. The restructuration of the first National University of Laos, in 1996, is the new chapter of a higher education reform that reflects an era of a more dynamic and more complex organizational structure of the university. There was an emerging issue of massification due to an increasing number of student enrollments in the university’s special courses. The university was significantly granted the status of autonomy. There was the delegation of responsibilities in the mode of semi-autonomy in finance, academic affairs, research, and national and international cooperation for the university. However, despite the status of autonomy granted to the university by the new policy of decentralization in 2001, it seems as if there are some limitations to the exercise of power in some areas of NUOL’s activities. The shape of higher education in the context of NUOL leaded to more conflicts, complexities and ambiguities. The university tends more to have a political nature rather than to promote the bureaucratic professionalization of its members, and its structure has become more complex, flat, circular, and varied.
Nesta investigação é combinado o uso de diferentes métodos de investigação qualitativa, de modo a obter informação e a examinar, explorar, analisar e interpretar o caso em estudo. São revistas e aplicadas como orientação teórica do estudo as perspetivas das teorias organizacionais sobre a educação superior, como as burocráticas, colegiais, políticas e modelos de anarquia organizada. É usado o âmbito das funções universitárias, tais como a administrativa, financeira, académica e cooperativa como ferramenta nuclear para a exemplificação da análise e interpretação do estudo. O estudo recorre a dois tipos de fontes de informação para cada nível do sistema de educação superior que visam a obtenção de informação que possa ser usada como prova: informação documental e entrevistas semiestruturadas. Através de uma profunda investigação, é demonstrado que a transição para o desenvolvimento socioeconómico, através da introdução do Novo Mecanismo Económico, em 1986, tornou-se uma força motora das mudanças estruturais no sistema de ensino superior. A reestruturação, de 1996, da primeira Universidade de Laos afirma-se como um novo capítulo da reforma do ensino superior, que inaugura uma era em que a organização estrutural da universidade se torna mais dinâmica e mais complexa. Tem sido crescente a massificação devido ao aumento do número de matrículas nos cursos especiais administrados pela universidade. É de destacar o grau de autonomia que foi concedido à universidade. Houve uma delegação de responsabilidades à universidade sob a forma de semi-autonomia financeira, de assuntos académicos, de investigação e de cooperação nacional e internacional. Contudo, apesar do estatuto de autonomia reconhecido à universidade pela nova polícia de descentralização conhecida em 2001, parece que existem algumas limitações ao exercício do poder em algumas áreas de atividade da NUOL. A estruturação da educação superior no contexto da NUOL esteve na base de mais conflitos, complexidades e ambiguidades. A universidade assume predominantemente uma inclinação política, em vez de promover a profissionalização burocrática dos seus funcionários, e a sua estrutura tornou-se mais complexa, plana, circular e variada.
TypeDoctoral thesis
DescriptionPhD thesis in Educational Sciences (specialization in Politics of Education).
URIhttp://hdl.handle.net/1822/38457
AccessRestricted access (UMinho)
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
CIEd - Teses de Doutoramento em Educação / PhD Theses in Education

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Xayapheth Chaphichith.pdf
  Restricted access
6,3 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID