Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/3758

TitleParto : expectativas, experiências, dor e satisfação
Author(s)Costa, Raquel A.
Figueiredo, Bárbara
Pacheco, Alexandra P.
Pais, A.
KeywordsAnestesia epidural
Anestesia geral
Cesariana
Dor
Expectativas
Experiência de parto
Parto normal
Satisfação
Childbirth experience
Delivery
Expectancies
Labor
Pain
Postpartum
Satisfaction
Issue date2003
PublisherSociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde
JournalPsicologia, Saúde & Doenças
Citation"Psicologia, Saúde & Doenças". ISSN 1654-0086. 4:1 (2003) 47-67.
Abstract(s)O estudo que apresentamos neste artigo teve como principal objectivo dar conta da experiência de parto da mulher, atendendo em particular à confirmação de expectativas, à satisfação e à dor durante o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato. Para esse efeito, o Questionário de Experiência e Satisfação com o Parto (QEPS, Costa, Figueiredo, Pacheco, Marques, & Pais, submited) foi administrado nos primeiros 5 dias do puerpério a uma amostra de 115 mães primíparas, utentes da Consulta Externa de Obstetrícia da Maternidade Júlio Dinis (Porto). Os resultados mostram que, durante o trabalho de parto e parto a generalidade das mulheres: não vê confirmadas muitas das suas expectativas prévias; é excluída das decisões médicas, tem poucos conhecimentos e pouca preparação, vivencia um elevad número de emoções negativas, assim como níveis elevados de dor, está preocupada com o estado de saúde do bebé e considera útil o apoio do companheiro. O pós-parto é considerado como particularmente doloroso por muitas mulheres, no entanto, a dor sentida não parece interferir com a sua capacidade para cuidar do bebé ou para se relacionar com o companheiro. De uma forma geral, as mulheres mostram-se insatisfeitas com a intensidade de dor sentida tanto durante o trabalho de parto como durante o parto e o pós-parto, embora satisfeitas com a qualidade dos cuidados prestados pelos profissionais de saúde.
The main aim of the present study is to describe the childbirth experience in Portuguese women, particularly the expectations, satisfaction and pain during labor, delivery and the immediate postpartum. Between the 1st and the 5th day after childbirth, 115 primiparous mothers fulfilled the “Experience and Satisfaction with Delivery Questionnaire” (Questionário de Experiência e Satisfação com o Parto, QESP, QEPS, Costa, Figueiredo, Pacheco, Marques, & Pais, submited) at Júlio Dinis Maternity Hospital (Porto, Portugal). During labor and delivery most women feel that previous expectancies aren’t confirmed in some aspects, that are excluded from medical decisions, aren’t prepared and have insufficient information, usually don’t use respiration and relaxation methods and when they use it, don’t think that this methods are helpful, experience a high number of negative emotions, as well as high levels of pain, are very concern about baby’s health and consider the partner’s support very helpful when he is present. Postpartum is considered to be painful, although the pain doesn’t interfere on the capacity to take care of the baby or to relate with the partner. In general, during labor, delivery and postpartum, the majority of women seem to be unsatisfied with intensity of pain although very satisfied with the health professional’s care.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/3758
ISSN1654-0086
Publisher versionhttp://www.sp-ps.com/REVISTA/indice_i_2003_4_1.htm
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CIPsi - Artigos (Papers)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Parto, expectativas, experiencias.pdfDocumento PDF92,28 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID