Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/37520

TitleA educação pelos pares: críticas a uma estratégia de intervenção social
Author(s)Silva, Mara
KeywordsEducação pelos pares
Críticas
Síntese
Peer education
Critiques
Synthesis
Issue date2015
PublisherCentro Interdisciplinar de Ciências Sociais (CICS.NOVA-UMinho)
JournalComtextos: Working Papers
Abstract(s)A educação entre pares formalizada tem sido cada vez mais utilizada em projetos que visam a promoção da saúde e a mudança social. Apesar de, no geral, a produção científica que se debruça sobre a Educação pelos Pares efetuar uma apreciação positiva do seu uso, também lhe têm sido apontadas várias falhas. Com o objetivo de contribuir para um melhor conhecimento desta prática, e consequentemente para o melhoramento do seu uso social, procedeu-se a uma revisão teórica dos principais argumentos contra realizados até ao presente. Identificando-os, sintetizando-os e refletindo sobre eles, foi possível perceber que as principais críticas realizadas ao uso da Educação pelos Pares podem ser reunidas em dois grandes grupos: a) um de cariz teórico-concetual (considerado pouco robusto; ambíguo); b) e um de cariz operacional, com falhas diversas apontadas ao nível dos processos (onde se destaca a falta de atenção para com os constrangimentos sociais), e ao nível dos resultados. Conclui-se que as críticas elencadas no geral não serviram para abalar a disseminação da Educação pelos Pares, seguindo a resposta dos atores sociais no sentido/tentativa de integrar algumas das críticas produzidas.
Formalized Peer Education has been increasingly used in projects focused on health promotion and social change. Although overall scientific production on the use of Peer Education make a positive assessment of its use, there are also several identified failures. In order to contribute to a better understanding of this practice and consequently to improve its social use, a theoretical review of its main critiques was conducted. Through the identification, synthesis and reflection on the critiques of Peer Education it was possible to assemble them into two main groups: a) one of theoretical and conceptual nature (considered inconsistent, ambiguous); b) and the other of operational nature, with several flaws identified in terms of processes (where the lack of attention to the social constraints must be highlighted), and in terms of results. It is concluded that the criticisms listed in general have not served to undermine the spread of Peer Education, with social actors trying to respond in a way/attempt to integrate some of the criticisms made.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/37520
ISSN2182-7672
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CICS-UMINHO - ComTextos | CICS-UMINHO working papers

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ComTextos série 2 nº 1_Mara Silva.pdf1,3 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID