Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/369

TitleEnsino/Aprendizagem à Distância: Uma Perspectiva Global
Author(s)Pinto, Carlos Sousa
Issue date2003
Abstract(s)O ensino/aprendizagem à distância pode ser uma forma de ultrapassar alguns dos problemas causados pelo crescente número de candidatos a maiores níveis de qualificação, num contexto em que os recursos não evoluem na mesma proporção. Existem variadas abordagens ao problema da disponibilização de sistemas de suporte ao ensino/aprendizagem à distância, bem como dos cursos que nesse contexto podem ser oferecidos. Algumas dessas abordagens são mais eficientes do que outras, mais económicas do que outras, de acesso mais global do que outras. A maior parte dos sistemas de suporte ao ensino/aprendizagem à distância incluem funcionalidades associadas às actividades dos professores e dos alunos, seja em grupo, seja isoladamente. As interacções que tipicamente se observam neste contexto, são incentivadas através da colocação à disposição dos participantes, de recursos que permitem os vários modos comunicacionais no que diz respeito ao número de emissores e receptores, bem como no que toca às possibilidades de sincronização ou não entre estes. Na maior parte dos casos os sistemas possuem características que possibilitam a construção de conhecimento, quer em modo autónomo, quer colaborativamente. Existem contudo alguns aspectos constituindo factores de impedimento à utilização generalizada destas abordagens. Factores de ordem económica e social, indicam a inevitabilidade da adopção de tais soluções, ao mesmo tempo que outros factores, tecnológicos, impedem a sua utilização em grande escala. Por exemplo, o fraco desempenho que se obtém na Internet é sem dúvida um factor de desmotivação. A mudança necessária, quer em termos de atitude por parte de alunos e de professores, quer em termos dos conteúdos dos cursos e dos materiais de apoio, constitui também uma dificuldade. As sessões terão que passar a ser cuidadosamente preparadas e articuladas entre si e os principais intervenientes deverão passar a ser os alunos. Esse protagonismo será materialializado na execução de actividades de pesquisa de informação e de colaboração para a realização de trabalhos e construção de conhecimento. O facto de os alunos poderem adaptar o modelo de aprendizagem às suas próprias características, adoptando o ritmo, os conteúdos e a profundidade de conhecimento que melhor se ajustam ao seu perfil, às suas necessidades e à sua formação anterior, faz desta solução uma boa candidata a garantir melhores resultados no processo instrucional.
TypeBook part
URIhttp://hdl.handle.net/1822/369
AccessOpen access
Appears in Collections:CAlg - Livros e capítulos de livros/Books and book chapters
DSI - Engenharia da Programação e dos Sistemas Informáticos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
capitulo_brasil.pdf63,51 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID