Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/36342

TitleAvaliação custo-benefício da integração de sistemas fotovoltaicos em edifícios
Other titlesCost-benefit evaluation of the integration of photovoltaic systems in buildings
Author(s)Mesquita, Marco Bruno Moreira
Advisor(s)Mateus, Ricardo
Silva, Sandra Monteiro
KeywordsDesenvolvimento sustentável
Sistemas fotovoltaicos
Microprodução
“MicroPV”
Sustainable development
Photovoltaic systems
Micro generation
Issue date2014
Abstract(s)O objetivo deste trabalho é realizar um estudo sobre a relação custo-benefício da integração de sistemas fotovoltaicos em edifícios de habitação em microprodução. Para tal foi estudada não só a vertente económica mas também a vertente ambiental por serem dois fatores chave do desenvolvimento sustentável. Para atingir os objetivos do trabalho foi criado uma metodologia, que foi posteriormente transposta para um programa denominado “MicroPV”, onde é possível fazer a análise da viabilidade económica e ambiental de um sistema fotovoltaico e ainda realizar a otimização do período de retorno económico e ambiental. Essa metodologia teve em conta a legislação portuguesa aplicável bem como todo o conhecimento adquirido na elaboração do estado de arte do trabalho. Como conclusões do trabalho percebe-se claramente que as tarifas de venda de microprodução praticadas em Portugal atualmente impossibilitam a implantação de sistemas fotovoltaicos em regime de microprodução, pois resulta em períodos de retorno económico muito superior a 8 anos. Em relação ao período de retorno ambiental este é bastante inferior (ronda os 2 anos na maioria dos casos). Como conclusão principal do trabalho realizado percebe-se que à luz da atual legislação portuguesa o regime de microprodução não é economicamente viável. Fica assim evidente que a estratégia a adotar neste domínio deve ser vista de uma forma mais ampla, nomeadamente ao nível do “bairro”, de forma a tornar uma necessidade cada vez mais urgente a nível ambiental numa aposta economicamente viável.
The objective of this work is a study on the cost-effectiveness of integrating photovoltaic systems in residential buildings in micro. For this not only the economic aspect but also the environmental aspect to be two key factors of sustainable development were studied. To achieve the objectives of the study methodology, which was subsequently implemented in a program called "MicroPV" where it is possible to analyze the economic and environmental viability of a PV system and still perform the optimization of the period of economic and environmental return was created. This methodology took into account the applicable Portuguese legislation as well as all the knowledge gained in developing the state of the art work. Conclusions as the work becomes clear that the tariffs in Portugal currently hamper the deployment of photovoltaic systems under the micro because it results in periods of economic return far more than 8 years. For the period of this environmental return is much lower (around 2 years in most cases). The main conclusion of the work is noticed that the light of the current Portuguese legislation the microgeneration scheme is not economically viable. It is thus evident that the strategy to adopt in this area should be seen in a broader sense, namely in the "neighborhood" level, in order to become an increasingly urgent need for environmental protection in an economically viable bet.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Engenharia Civil
URIhttp://hdl.handle.net/1822/36342
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado Integrado
C-TAC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_MARCO MESQUITA_2014.pdf1,87 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID