Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/35012

TitleO relato voluntário nos municípios portugueses : uma análise ao relatório de sustentabilidade
Author(s)Cunha, Elisabete Carmélia Ponte da
Advisor(s)Oliveira, Lídia
Menezes, Carlos
KeywordsRelato voluntário
Sustentabilidade
Desenvolvimento sustentável
Relatório de sustentabilidade
Municípios portugueses
Voluntary reporting
Sustainability
Sustainable development
Sustainability report
Portuguese municipalities
Issue date2015
Abstract(s)Esta dissertação tem como objetivos estudar como a informação voluntária incluída nos relatórios de sustentabilidade é apresentada e utilizada pelos Municípios portugueses e o porquê da elaboração e publicação do Relatório de Sustentabilidade por parte dos mesmos. Enquadrando-se na investigação qualitativa com uma perspetiva interpretativa, atendendo ao enquadramento teórico sustentado pelos argumentos da teoria da legitimidade, da teoria dos stakeholders, da teoria da gestão de impressões e da teoria institucional, o trabalho empírico socorre-se de quatro estudos de caso múltiplos: os Municípios da Marinha Grande, do Porto, de Proença-a-Nova e da Sertã. É efetuada uma análise à estrutura e conteúdo dos Relatórios de Sustentabilidade publicados pelos quatro Municípios, que é complementada com informação obtida de sete entrevistas semiestruturadas. A análise aos Relatórios de Sustentabilidade evidencia que a maioria é construída, com recurso a uma empresa de consultadoria, de forma a legitimar a ação do executivo, através de narrativas, indicadores financeiros e não financeiros e elementos visuais, estratégia suportada pelos argumentos das teorias da legitimidade, da teoria dos stakeholders e da teoria da gestão de impressões. Através das entrevistas efetuadas conclui-se que a decisão relativa à elaboração do Relatório de Sustentabilidade partiu dos Presidentes dos respetivos Municípios. No entanto, o Município durante o processo praticamente assumiu o papel de compilador da informação solicitada pela empresa de consultadoria. A principal motivação subjacente à sua elaboração foi a promoção das atividades/realizações do executivo camarário, daí ter sido levada a cabo próximo de um processo eleitoral, consistindo numa estratégia de manutenção ou aumento da legitimidade perante os principais stakeholders. Verificou-se que a mesma foi motivada por uma entidade externa com competências para tal, o que evidencia a presença de isomorfismo normativo, à luz da teoria institucional. As respostas obtidas asseguram que a sua elaboração não implicou alterações nos procedimentos internos relacionados com o desenvolvimento sustentável e a sustentabilidade dos Municípios, não se tendo consubstanciado numa prática institucionalizada.
This dissertation aims to study how the voluntary information included in sustainability reports is presented and used by the Portuguese Municipalities and why these Municipalities prepare and discloses Sustainability information. Following an interpretative perspective, this study presents a theoretical framework, which combines the arguments of the legitimacy theory, stakeholder theory, management impression theory and institutional theory. This study is grounded on qualitative research and uses as case studies the Municipalities of Marinha Grande, Porto, Proença-a-Nova and Sertã. The structure and content of the sustainability reports of the four municipalities were analysed. Additionally, seven semi-structured interviews were conducted to gather insights on why sustainability reports were prepared by these municipalities. The analysis of the sustainability reports revealed that most of the municipalities worked with a consulting company. Report analysis also evidences the use of narratives, the disclosure of financial and non-financial indicators and visuals elements, in order to legitimise the action of the Executive. These findings corroborate arguments of the legitimacy theory, stakeholder theory and management impression theory. The interviews revealed that the decision concerning the preparation of the sustainability report came out from the Chairmen of the Municipality. However, the Municipality during the process assumed the role of compiler of information requested by the consulting company. The primary motivation underlying the preparation of the sustainability report was the promotion of the activities/achievements of the City Executive, hence have been carried out around an electoral process. This is consistent with a strategy to maintain or increase legitimacy regarding the main stakeholders. Additionally, it was found that this strategy was motivated by an external entity with powers to do so, which highlights the presence of normative isomorphism, in the light of institutional theory. The data gathered during the interviews shows that the preparation of sustainability reports not entailed changes in internal procedures related to sustainable development and sustainability of Municipalities, not having been embodied as an institutionalized practice.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Contabilidade
URIhttp://hdl.handle.net/1822/35012
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Elisabete Carmélia Ponte da Cunha.pdf2,11 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID