Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/34442

TitleHIV/AIDS generation nexus: gender and provision of safety net for Orphans and Vulnerable Children (OVC)
Author(s)Gyabaah, Kojo Oppong Yeboah
Advisor(s)Remoaldo, Paula Cristina Almeida
Agyei-Mensah, Samuel
Issue date20-Mar-2014
Abstract(s)Os objetivos principais deste estudo foram avaliar a situação das crianças órfãs e vulneráveis (OVC) em Manya Krobo, o território que apresenta a maior prevalência de HIV no Gana, e a viabilidade do trabalho desenvolvido pela rede existente das Queen Mothers. Embora alguns pesquisadores tenham estudado aspectos desta rede, esta é a primeira tentativa de caracterizar de forma holística o papel central das mulheres como elemento de mediação na construção de relações entre as gerações. Usando o conceito de empowerment e a triangulação entre agência, relação e estruturas, que se refletem nas relações e na construção da capacitação envolvendo as Queen Mothers, cuidadores e OVC é sublinhada a sua relevância para a integração social das OVC. Para estudar os papéis dos diferentes intervenientes foram usados métodos quantitativos e qualitativos. Os resultados indicaram que os cuidados às OVC são essencialmente do foro feminino, culturalmente adequados e proporcionam capacidade de liderança às mesmas. Os resultados revelaram ainda que este projecto tem contribuído para romper a cultura do silêncio em torno do HIV/SIDA e para a destigmatização da doença no território estudado, ajudando as crianças afectadas a levar uma vida normal, bem como, a obterem assistência. Todavia, os resultados indicaram lacunas relevantes em relação à eficácia e eficiência do projecto, devido à existência de cuidadores idosos, debilitados, com ausência de competências em gestão de projectos, e pouca consciência dos desafios modernos da parentalidade. Estes elementos constituem um grande risco para o resultado do projeto a longo prazo. Embora não tenha sido possível provar que as mudanças positivas na vida das OVC e o empoderamento das mesmas são atribuíveis principalmente ao trabalho desenvolvido pelas Queen Mothers, não pode ser provado que o trabalho não tem sido relevante. As barreiras existentes devem ser superadas para permitir obter todo o potencial, se o projeto é para continuar a existir como uma rede de segurança e uma ligação geracional.
The purpose of this study was to examine the situation of orphans and vulnerable children (OVC) in Manya Krobo, an area with the highest HIV prevalence in Ghana and the viability of a safety net module operated by the Queen Mothers. Though some researchers had studied aspects of this system, this is the first attempt to holistically characterise the central role of traditional female rulers as the mediating factor in building relationships between generations. Using the concept of empowerment, the triangulation of agency, relation and structures as reflected in the connections and capacity-building processes involving the Queen Mothers, caregivers and the OVC was argued out stressing its relevance to social integration and building one’s self-esteem. A blend of quantitative and qualitative methods were used to conduct study among the OVC, caregivers and the Queen Mothers to determine their roles and their relevance, efficacy and efficiency to the overall success of the project. The results indicated that it is relevant, care is feminised, and it is culturally appropriate and provides transformational leadership. The analysis revealed that this project contributed to breaking the culture of silence around HIV/AIDS and de-stigmatized the disease in the traditional area which is helping those affected to enjoy normal life as well as getting assistance. The results indicated many gaps in efficacy and efficiency such as weak and elderly caregivers, lack of exit strategy, lack of project management skills, weak managerial system and financial position, and overall lack of awareness of the range of modern day parental challenges which pose great risk to the long term outcome of the project. Although one cannot prove that the favourable trend changes in the lives of OVC and conservative level of empowerment of PLWHA and OVC are attributable solely or even mainly to the initiative of the Queen Mothers, it cannot be proved that it has made no contribution either. These barriers enlisted must be overcome to derive the full potential if the project was to continue to serve as a safety net and a generation nexus.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de doutoramento em Geografia (área de conhecimento em Geografia Humana)
URIhttp://hdl.handle.net/1822/34442
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
GEO - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Kojo Oppong Yeboah Gyabaah_2012.pdf4,1 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID