Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/32551

TitleProdução enzimática do ester oleato de etila utilizando lipase a partir de Candida antarctica b
Other titlesEnzymatic production of ethyl oleate ester using a lipase from Candida antarctica B
Author(s)Neta, Nair S.
Cunha, João A. C.
Sancho, Soraya de Oliveira
Abreu, R. F. A.
Pontes, D. F.
Carioca, J. O. B.
Rodrigues, L. R.
Teixeira, J. A.
KeywordsEnzima
Esterificação
Ester
Lipase
Sugar esters
Candida antarctica B
Esterification
Issue date2012
JournalHolos
CitationNeta, Nair; Cunha, J. A. C.; Sancho, S. O.; Abreu, R. F. A.; Pontes, D. F.; Carioca, J. O. B.; Rodrigues, L. R.; Teixeira, J. A., Produção enzimática do ester oleato de etila utilizando lipase a partir de Candida antarctica b. Holos, 28(2), 22-33, 2012
Abstract(s)Lipases são biocatalisadores de grande importância em diferentes áreas, sendo capazes de catalisar reações em meios aquosos ou orgânicos. Além disso, estas enzimas são capazes de utilizar vários substratos sendo estáveis numa vasta gama de pH e temperatura. Lipases promovem a esterificação entre ácidos graxos e etanol produzindo ésteres oleatos. O objetivo deste trabalho é produzir o éster oleato de etila por esterificação enzimática do ácido oleico com etanol. Uma lipase de Candida antarctica tipo B foi utilizada a uma temperatura de 55 °C. A reação foi realizada utilizando o ácido oleico, sulfato de sódio anidro, lipase e etanol, na proporção de ácido oleico (0.03 mol ou 10 ml), lipase (0.1 mol ou 0.01 g), sulfato de sódio anidro (5 g) e etanol 99 % (100 ml). Diversos tempos de reação foram estudados, nomeadamente, 48, 72, 96 e 120 horas. Ressonância Magnética Nuclear (1 H e 13C) e espectros de Infravermelho confirmaram a produção do éster oleato de etila para as condições estudadas. O maior rendimento da produção do oleato de etila foi obtido no tempo de reação de 96 horas. Os ésteres oleato de etila foram reportados por possuirem aplicações interessantes em vários campos industriais, tais como, alimentos, produtos aromáticos, cosméticos, detergentes, saborizantes e produtos farmacêuticos.
Lipases are biocatalysts of great importance in different areas, being able to catalyze reactions in aqueous or organic media. Furthermore, these enzymes are capable of using several substrates being stable in a wide range of pH and temperatures. Lipases promote the esterification between fatty acids and ethanol producing oleate esters. The aim of this work is to produce ethyl oleate ester by enzymatic esterification of oleic acid with ethanol. A lipase from Candida antarctica type B was used at a temperature of 55 °C. The reaction was conducted using oleic acid, sodium sulfate anhydrous, lipase and ethanol, with a ratio of oleic acid (0.03 mol or 10 ml), lipase (0.1 mol or 0.01 g), sodium sulfate anhydrous (5 g) and ethanol 99 % (100 ml). Several reaction times were studied, namely 48, 72, 96 and 120 hours. Nuclear Magnetic Resonance (1 H and 13C) and Infrared spectra confirmed the production of ethyl oleate ester for the studied conditions. The highest ethyl oleate production yield was obtained for 96 hours reaction time. Ethyl oleate esters have been reported to possess interesting applications in several industrial fields, such as food, aromatics, cosmetics, detergents, flavors and pharmaceuticals.
TypeArticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/32551
e-ISSN1807-1600
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CEB - Publicações em Revistas/Séries Internacionais / Publications in International Journals/Series

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
document_12014_1.pdf991,75 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID