Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/3163

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorMartins, Paula Cristina-
dc.date.accessioned2005-10-04T10:28:53Z-
dc.date.available2005-10-04T10:28:53Z-
dc.date.issued2005-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1822/3163-
dc.descriptionComunicação apresentada no " Encontro Cidade Solitária : crianças em risco : será possível converter o risco em oportunidade?", 6, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 23 de Maio 2005.eng
dc.description.abstractAs respostas de acolhimento extra-familiar de crianças devem ser entendidas no quadro de um sistema global, integrado e coerente – o sistema de protecção infantil – diferenciado e multimodal, com soluções de vários formatos, intensidades e perfis específicos. A sua articulação funcional e administrativa deve garantir o acesso dos utentes de acordo com as suas necessidades em evolução, contemplando a transição entre medidas. Neste quadro, todas as respostas são qualificadas, funcionando segundo padrões definidos. As medidas de colocação previstas na Lei de Protecção de Crianças e Jovens estão ainda longe deste esquema funcional: –não estão de facto integradas num sistema; –a sua articulação é deficitária; –o perfil específico de cada uma e as suas indicações de colocação não estão suficientemente aprofundados ou definidos; –a sua qualificação não é generalizada; –o acolhimento institucional goza de um estatuto globalmente desvalorizado no quadro da protecção infantil, configurando-se como último recurso, um mal menor, resíduo indesejável, preterido nas escolhas e nos investimentos. Esta imagem depreciada é assumida pelos profissionais que trabalham neste sector e extensiva aos seus utentes, alimentando um círculo vicioso de desqualificação. Assim caracterizadas, as medidas de colocação extra-familiar de crianças e jovens em Portugal debatem-se com os desafios próximos da sistematização, da eficiência e da qualidade.eng
dc.language.isoporeng
dc.rightsopenAccesseng
dc.subjectProtecção de crianças em riscoeng
dc.subjectAcolhimento institucional de criançaseng
dc.subjectQualidadeeng
dc.titleA qualidade dos serviços de protecção às crianças e jovens: as respostas institucionaiseng
dc.typeoralPresentationpor
dc.peerreviewednoeng
sdum.publicationstatuspublishedeng
Appears in Collections:DCEC - Comunicações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
A Qualidade dos Serviços de Protecção às Crianças e Jovens - As respostas institucionais.pdfDocumento principal113,96 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID