Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/30849

Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorSousa, Paulapor
dc.contributor.authorPereira, M. Graçapor
dc.date.accessioned2014-11-11T14:46:27Z-
dc.date.available2014-11-11T14:46:27Z-
dc.date.issued2014-11-11-
dc.date.submitted2014-
dc.identifier.issn2182-8407por
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1822/30849-
dc.description.abstractTrata-se de um programa de intervenção em grupo para doentes hipertensos que tem como objetivos: Aumentar conhecimentos e informações acerca da doença, promover uma melhor gestão da doença através do desenvolvimento de competências necessárias para os autocuidados de forma a promover um melhor ajustamento à doença, promover uma boa adesão terapêutica e, por último fomentar estratégias de coping e gestão do stresse. Este programa foi composto por seis sessões semanais de noventa minutos baseando-se numa abordagem multidisciplinar que incluiu: Psicólogo, médico de família, enfermeiro, nutricionista e fisioterapeuta. Assim, as primeiras duas sessões abordaram aspetos clínicos da doença (i.e. sintomas, causas, consequências, tratamento e evolução da doença) e prevenção de comportamentos de risco e saúde (álcool, tabagismo, monitorização da pressão arterial e adesão à medicação), a terceira sessão abordou a promoção de hábitos alimentares saudáveis, a quarta focou-se na promoção do exercício físico e a quinta e sexta sessões abordaram efeitos do stresse na hipertensão e estratégias de coping para a sua gestão (i.e. treino de relaxamento, treino de autoinstrução e treino de resolução de problemas). Cada sessão terminou com uma tarefa para casa, de forma a consolidar conhecimentos e criar uma interligação entre todas as sessões. O programa foi avaliado através de três instrumentos: Representações da doença (IPQ-Brief), adesão à medicação (MARS) e estilos de vida na hipertensão (HPLP-II). Devido ao reduzido número de participantes, para avaliar a eficácia do programa, foi calculado o Índice de Mudança Confiável e o Índice de Significância Clinica, segundo o método de JT.por
dc.language.isoporpor
dc.publisherSociedade Portuguesa de Psicologia da Saúdepor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectHipertensãopor
dc.subjectEstilos de Vidapor
dc.subjectAdesão à medicaçãopor
dc.subjectRepresentações da doençapor
dc.titleIntervenção na hipertensão arterial em doentes em cuidados de saúde primáriospor
dc.typearticlepor
dc.peerreviewedyespor
dc.relation.publisherversionwww.sp-ps.compor
dc.publicationstatuspublishedpor
degois.publication.firstPage245por
degois.publication.lastPage261por
degois.publication.issue1por
degois.publication.titlePsicologia, Saúde e Doençaspor
degois.publication.volume15por
dc.identifier.doi10.15309/14psd150120por
sdum.subject.fosCiências Sociais::Psicologiapor
sdum.journalPsicologia, Saúde e Doençaspor
Aparece nas coleções:CIPsi - Artigos (Papers)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Sousa & Pereira 2014.pdfSousa e Pereira, 2014252,46 kBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis