Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/30800

TitleAvaliação externa de escolas : os efeitos indiretos do ensino público no ensino privado
Author(s)Sousa, Joana Raquel Faria de
Pacheco, José Augusto
Issue date2013
PublisherUniversidade do Minho. Centro de Investigação em Educação (CIEd)
Abstract(s)Tendo como referência a análise da realidade portuguesa, pretendemos, com esta comunicação, abordar a avaliação externa de escolas a partir das políticas de “accountability” (Taubman, 2009) e de partilha de conhecimento (Steiner-Khaamasi, 2012), que, por sua vez, estão na origem das reformas viajantes, quer processos e práticas de regulação baseada na avaliação externa (Stake & Schwand, 2007; Pacheco, Seabra, Morgado & Van Hattum, 2014). A comunicação insere-se num projeto de investigação, financiado pela Fundação Ciência e Tecnologia, visando o estudo do impacto e efeitos da avaliação externa de escolas na escola e na comunidade no plano das mudanças organizacionais, curriculares e pedagógicas. Considerando os efeitos essencialmente discursivos e procedimentais da avaliação, analisamos de modo mais concreto, mediante uma metodologia qualitativa, baseada na análise documental, em que o corpus de análise é constituído pelas orientações Instituto da Segurança Social (ISS) do Modelo de Avaliação da Qualidade em Creche (MAQC), e na realização de inquérito por entrevistas (Bogdan & Biklen, 1999) a profissionais de educação de infância sobre o modo como a avaliação externa, somente obrigatória para o ensino público, produz efeitos no ensino privado, mormente na forma da gestão curricular da educação pré-escolar e das perspetivas das educadoras. Os resultados empíricos que são apresentados, devendo ser entendidos ainda como preliminares, permitem formular uma tendência argumentativa no sentido da organização curricular da educação pré-escolar em função de padrões de qualidade orientados para a produtividade pedagógica, sobretudo com a valorização da racionalidade tyleriana. Neste sentido, a comunicação permite entender de que modo as Instituições de Solidariedade Social (IPSS) se apropriam dos referencias de avaliação externa das escolas públicas com o objetivo de justificar resultados de aprendizagem que a educação préescolar deve atingir no quadro de uma linguagem de accountability.
TypeConference paper
DescriptionPublicado em "Atas do XII Congresso Internacional Galego-Português de Psicopedagogia", ISBN 978-989-8525-22-2
URIhttp://hdl.handle.net/1822/30800
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CIEd - Textos em volumes de atas de encontros científicos nacionais e internacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Avaliação Externa de Escolas_os efeitos indiretos do ensino publico no ensino privado.pdf2,17 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID