Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/1822/30767

TítuloAvaliação da produção científica de professores de Departamentos de Engenharia Civil em Universidades Portuguesas
Autor(es)Torgal, Fernando Pacheco
Palavras-chaveProdução científica
Engenharia civil
Artigos SCI
Citações
Índice-h
Auto-citações
Percentagem de artigos não citados
Data3-Nov-2014
EditoraUniversidade do Minho
RevistaEngenharia Civil Universidade do Minho
Resumo(s)O presente artigo contém uma análise da produção científica, na base de dados Scopus/Elsevier, de Professores Associados e Catedráticos de Departamentos de Engenharia Civil em seis Universidades Portuguesas. A mesma é baseada no número de artigos em revista, no rácio artigos/ano, no número de citações, no rácio citações/artigo, no índice-h, no rácio índice-h/ano, na percentagem de auto-citações e na percentagem de artigos não citados. O artigo contém ainda uma comparação com desempenho da produção científica média de Professores “Catedráticos” (Full Professors) do Imperial College em Londres (ICL) e do MIT. A referida análise permite concluir que a produção científica Portuguesa na área da Engenharia Civil apresenta diferenças significativas entre os Professores Associados e os Professores Catedráticos das diferentes Universidades, que os Professores de Departamentos de Engenharia Civil mais antigos apresentam uma menor produtividade média que os seus congéneres em Departamentos de Engenharia Civil mais recentes. Particularmente desfavorável é a comparação entre o número médio das citações recebidas pelos artigos publicados em revista dos Professores Catedráticos Portugueses. O grupo dos 5% de Professores Catedráticos de Engenharia Civil em Portugal com o melhor desempenho, apresentam um maior número de citações e um maior rácio citações/artigo do que os seus congéneres no ICL. Quando a comparação de desempenho é feita somente para o quinquénio 2009-2013, os resultados mostram que os primeiros produziram um número de artigos em revista ligeiramente superior ao grupo dos 5% de Professores Catedráticos de Engenharia Civil no ICL e no MIT, mostra também que os artigos dos primeiros receberam quase o mesmo número de citações que os artigos dos seus congéneres no ICL e 64% das citações dos artigos dos “Catedráticos” do MIT. Propõe-se que os indicadores bibliométricos referentes à produção científica mínima, durante um quinquénio, para efeitos de um desempenho excecional incluam cumulativamente 5 artigos/ano, 6 citações/artigo e um índice-h de 7.
Tipoarticle
URIhttp://hdl.handle.net/1822/30767
Arbitragem científicayes
AcessoopenAccess
Aparece nas coleções:C-TAC - Artigos em Revistas Nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Pacheco-Torgal 2014_pag.55-70.pdfPrincipal418,63 kBAdobe PDFVer/Abrir

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu Currículo DeGóis