Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/1822/30588

TitleUnconventional monetary policy
Other titlesPolítica monetária não convencional
Author(s)Traverso, Raffaella
Advisor(s)Castro, Vítor
KeywordsUnconventional monetary policy
Macroeconomic impact
Wealth effects
Bayesian structural VAR
Política monetária
Taxa de juro
Efeito riqueza
Riqueza financeira
Riqueza em habitação
Issue date2014
Abstract(s)In this work, I use data for the US at both quarterly and monthly frequencies and estimate a Bayesian Structural Vector Autoregression (B-SVAR) to assess the macroeconomic impact and the wealth effects of unconventional monetary policy. I show that neither a positive shock to the interest rate spread, nor a positive shock to the central bank s reserves significantly affect the output and the aggregate price level. However, both shocks give a strong boost to asset prices, which is temporary in the case of stock prices and gradual and persistent in the case of housing prices. Thus, the main channel via which unconventional monetary policy operates is through wealth re- allocation: by expanding the size of its balance sheet and purchasing troubled assets, the central bank releases money that economic agents use to increase their exposure to risk by investing in real estate, stocks and long-term debt. Finally, I account for the three rounds of quantitative easing put in place by the Federal Reserve. I show that, if anything, the magnitude and the persistence of the effects are lower in the case of QE2 and QE3.
Neste trabalho, é estimado o impacto macroeconómico e os efeitos riqueza da política monetária não convencional tendo por base dados trimestrais e mensais para os Estados Unidos da América e um Vector Auto-Regressivo Estrutural Bayesiano. Mostra-se que um choque positivo sobre o spread entre a taxa de juro de longo-prazo e a taxa de juro de curto-prazo ou um choque positivo sobre a taxa de crescimento das reservas do banco central não tem um efeito significativo sobre o produto e o índice de preços. Contudo, ambos os choques estimulam fortemente os preços dos activos, sendo o efeito temporário no caso dos preços das acções e gradual e persistente no caso dos preços da habitação. Logo, o principal mecanismo de transmissão da política monetária não convencional opera por via do efeito riqueza: ao expandir o seu balanço e adquirir activos problemáticos, o banco central gera a liquidez de que os agentes económicos necessitam para aumentar a sua exposição ao risco, assim como o seu investimento em habitações, acções e dívida de longo-prazo. Finalmente, é analisado o impacto à luz dos três programas de exibilização da política monetária levados a cabo pela Reserva Federal Americana. Mostra-se que, quando muito, a magnitude e a persistência dos efeitos são menores no caso do segundo e do terceiro programas.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Monetary, Banking and Financial Economics
URIhttp://hdl.handle.net/1822/30588
AccessRestricted access (UMinho)
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_22_04_2014 - Thesis.pdf
  Restricted access
2,25 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy!

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID